A alta quantidade de lixo espacial fez mais uma vítima. O braço robótico Canadarm 2, da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), foi atingido por um desses objetos errantes, no dia 12 de maio. A Agência Espacial Canadense (CSA) divulgou o estrago na última sexta-feira (28).

Por sorte, o braço de 17,6 metros de comprimento e 35 centímetros de diâmetro sofreu um dano bem pequeno, na seção da lança do braço e manta térmica. “O espaço pode ser um ambiente hostil e implacável para os robôs e humanos que o exploram: os perigos são muitos, desde grandes oscilações de temperatura até radiação e detritos orbitais“, começa a nota da agência canadense.

publicidade

Leia mais:

Ainda segundo a CSA, mais de 23 mil objetos, do tamanho de bolas de softbol (30 centímetros de circunferência) ou maiores são rastreados continuamente. Esse monitoramento visa detectar potenciais colisões com satélites e com a ISS. Outros menores são um pouco mais difíceis de serem vigiados.

“A ameaça de colisões é levada muito a sério. A Nasa tem um conjunto de diretrizes de longa data para garantir a segurança da tripulação da Estação. A segurança dos astronautas a bordo do laboratório orbital continua sendo a principal prioridade de todos os parceiros da Estação”, segue o comunicado.

Braço robótico da Estação Espacial Internacional (ISS)
Canadarm 2 em operação na ISS. Imagem: Nasa

Chamado de “golpe de sorte” pelos especialistas, os resultados das análises do braço robótico mostraram que o desempenho do Canadarm 2 segue inalterado. O equipamento vai continuar com as operações planejadas, incluindo içar a “mão” Dextre em posição para substituir uma caixa de distribuição com defeito. Nasa e CSA vão coletar mais dados para outras avaliações.

O Canadarm 2 está a serviço na Estação Espacial desde 2001. O Canadarm original serviu ao programa do ônibus espacial, entre 1981 e 2011, implantou satélites e missões espaciais. Em 2019, o governo do Canadá anunciou planos para o Canadarm 3, assistente robótico adaptável à inteligência artificial, planejado para as missões que vão recolocar a humanidade na Lua.

Via: Space

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!