Os efeitos colaterais após as vacinas contra a Covid-19 são considerados comuns. Dor de cabeça, fadiga e febre são sinais normais de que o corpo está reagindo ao imunizante. No entanto, nem todo mundo que recebe a vacina sofre com esses sintomas.

Segundo o Dr. Peter Marks, chefe de vacinas da Food and Drug Administration dos Estados Unidos, o fato de alguém não sofrer com efeitos colaterais não significa que a vacina não fez e efeito e nem que o efeito foi menor. Basicamente, o sistema imunológico entra em ação assim que o corpo detecta um intruso estranho. Os glóbulos brancos se aglomeram no local, causando inflamação que é responsável por calafrios, dor, fadiga e outros efeitos colaterais.

publicidade

Efeitos colaterais

A velocidade dessa resposta diminui de acordo com a idade, por isso os efeitos colaterais costumam ser mais intensos em pessoas mais velhas. Fora isso, algumas vacinas costumam gerar mais reações que outras.

Leia também!

Essa etapa de resposta rápida do sistema imunológico tende a diminuir com a idade, um dos motivos pelos quais os mais jovens relatam efeitos colaterais com mais frequência do que os adultos mais velhos. Além disso, algumas vacinas simplesmente provocam mais reações do que outras.

A vacina da AstraZeneca, por exemplo, é apontada por quem recebe como um imunizante que gera reações mais intensas. A farmacêutica diz que isso é normal e ocorre por conta da tecnologia usada no desenvolvimento do imunizante e que outras vacinas feitas com a mesma base também causaram efeitos semelhantes.

Outro fator que mostra a segurança das vacinas é o fato de os imunizantes já terem sido aplicados em milhares de pessoas no mundo inteiro e até agora poucos efeitos colaterais fortes foram identificados. Reações alérgicas foram devidamente tratadas e não há relatos de complicações.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!