O novo Tesla Model S Long Range recebeu classificação oficial de alcance da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, sigla em inglês) por mostrar uma melhoria na eficiência em relação à versão do ano passado. Contudo, a montadora de carros elétricos precisou “mexer os pauzinhos” e rebaixar os dados iniciais anteriormente divulgados.

Quando anunciado pela primeira vez, o Model S teria 412 milhas de alcance (cerca de 663 km), algo confirmado por Elon Musk durante evento na última quinta-feira (10). No entanto, o site oficial da Tesla alterou a informação poucos dias depois e, agora, é dito que o modelo tem autonomia de 405 milhas (651 km). Para efeitos de comparação, a edição 2020 registrava “apenas” 402 milhas (646 km).

publicidade
Tesla Model S. Imagem: EpicStockMedia / Shutterstock.com
Tesla Model S. Imagem: EpicStockMedia / Shutterstock.com

Não só isso, a referência de Tesla ao selo de certificação também foi atualizada no site oficial. Agora, a montadora credita a informação como “estimativa da EPA” e não mais apenas como “estimativa” – levando-nos a acreditar que empresa recebeu a classificação oficial, mas discorda dos dados levantados e crê que o Model S é mais eficiente do que o documentado.

Isso também é estranho por si só, já que a Tesla precisa da classificação oficial da EPA antes de iniciar as entregas. A ação fez com que a marca optasse, então, por focar nas vendas do incrível Model S Plaid em vez da nova versão de longo alcance. No entanto, a agência designou o famigerado selo ao Long Range primeiramente e não deu nenhuma previsão sobre quando irá fazer o mesmo com o “supercarro”. Uma troca de foco atrás da outra…

E verdade seja dita: conforme os dados levantados pela EPA (confira abaixo), as diferenças entre as versões do novo Model S de fato ocorrem, porém são mínimas. Destaque para um ligeiro aumento na eficiência de 124 MPGe para condução na cidade e 115 MPGe para direção em estradas – resultando em uma média de 120 MPGe.

Imagem compara especificações entre as versões 2020 e 2021 do Tesla Model S Long Range. Imagem: Electrek/Tesla
Imagem compara especificações entre as versões 2020 e 2021 do Tesla Model S Long Range. Imagem: Electrek/Tesla

Logo, de acordo com a classificação da EPA, o novo Model S Long Range é “consistente com uma capacidade de energia semelhante à do ano passado, e o alcance um pouco mais longo sendo alcançado por meio de um aumento na eficiência”. Tanto a agência quanto os veículos de imprensa especializados elogiam o veículo, principalmente, pela capacidade da Tesla em “encaixar um trem de força trimotor muito poderoso em um pacote bastante pequeno” – ou seja, um carro muito potente para o tamanho dele…

E muito da potência do novo Model S ocorre graças à atualização de bateria da montadora – fator que resultou na demora da entrega de vários veículos em 2021. No entanto, a Tesla se nega a dar detalhes específicos sobre a nova tecnologia (como qualquer outra informação solicitada pela imprensa, para ser sincero).

De qualquer forma, o Model S Long Range já está sendo vendido nos EUA pelo preço inicial de US$ 79.990 (algo em torno de R$ 406 mil). Pedidos feitos a partir de junho estão com previsão de entrega para o fim do ano.

Leia mais:

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!