A Receita Federal liberou a consulta ao segundo lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física nesta quarta-feira (23). Agora, quem entregou a declaração até meados de março vai poder saber se a situação está regularizada.

A restituição será paga no dia 30 de junho. O pagamento é feito diretamente na conta bancária informada na declaração do IR. Esse deve ser o maior lote da história, com 4,2 milhões de contribuintes recebendo um valor total de R$ 6 bilhões. Em 31 de maio, no primeiro lote, foram creditados R$ 6 bilhões a 3,4 milhões de contribuintes.

publicidade

Restituição do Imposto de renda

Lembrando que, apesar do prazo para enviar a declaração já ter terminado, os contribuintes ainda podem retificar e corrigir informações equivocadas. Os erros também vão ser apontados na consulta a restituição.

A consulta pode ser feita na página da Receita Federal. Basta o contribuinte clicar no campo “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, “Consultar Restituição”. A consulta também pode ser feita no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para smartphones Android e iOS.

Leia mais:

O terceiro lote da restituição do Imposto de Renda 2021 vai ser pago no dia 30 de julho, o quarto lote em 31 de agosto e o quinto e último lote em 30 de setembro.

Quem precisava fazer a declaração e não entregou pode ainda ter o CPF bloqueado, ficando impedido de financiar imóveis, móveis, comprar no crediário, fazer inscrições em faculdades e concursos. Para regularizar a situação, é necessário realizar o procedimento para enviar a declaração depois do prazo.

A multa para quem perdeu o prazo do Imposto de Renda é de no mínimo R$ 165,74, para quem não tem imposto para pagar. Mas, para aqueles que vão ter que pagar o imposto, a multa é de 1% ao mês devido, começando em maio e sendo de no máximo 20% do valor.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!