Uma nova máquina tuneladora (TBM, Tunnel Boring Machine) da The Boring Company chegou nesta semana a Las Vegas. Chamada “Prufrock”, ela é mais versátil que o modelo anterior, conhecido como Godot+, e é peça-chave na expansão da rede de túneis subterrâneos de transporte na cidade.

Segundo a empresa, “a Prufrock é projetada para escavar a uma velocidade de mais de 1,6 km por semana, que é seis vezes mais rápida que a geração anterior de TBMs da The Boring Company (Godot+). Isso ainda é de 4 a 5 vezes mais lento que um caracol de jardim… mas a Prufrock está chegando mais perto!”

publicidade

A chegada da máquina foi anunciada pelo perfil @BoringPrufrock no Twitter, que a fotografou em um canteiro de obras. Ela provavelmente será usada na construção do que é conhecido como “Vegas Loop”, um conjunto de túneis subterrâneos de transporte que interligará vários pontos turísticos da cidade, como a Strip, o Allegiant Stadium, o Aeroporto Interacional de McCarran e vários hotéis, cassinos e resorts.

Ao contrário dos primeiros túneis da The Boring Company em Las Vegas, projetados para facilitar o deslocamento de participantes de convenções no imenso Las Vegas Convention Center (LVCC), o Vegas Loop será construído e operado integralmente pela empresa, como parte de seu acordo com Las Vegas Convention and Visitors Authority (LVCVA).

Leia mais:

O loop do LVCC, que entrou em operação em junho, tem três estações, ligando os salões sul, central e oeste do complexo. Os passageiros embarcam em veículos Tesla Model 3, que percorrem em cerca de 1 minuto um trajeto que a pé levaria 15 minutos. 

De acordo com o CEO e presidente da LVCVA, Steve Hill, a capacidade do sistema de túneis ultrapassou 4.400 passageiros por hora, o que deixou o órgão “feliz com os resultados”. Ainda segundo ele, o projeto da startup de Elon Musk poderá transportar até 5.050 pessoas por hora no futuro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!