O WhatsApp anunciou nesta quinta-feira (15) que está testando um novo recurso para a sua versão web. A novidade promete aos usuários a possibilidade de acessar o aplicativo em até quatro computadores, independente do acesso à internet móvel. O smartphone, contudo, continuará sendo o dispositivo principal da conta.

De acordo com o jornal O Globo, a atualização fará com que o WhatsApp fique mais parecido com o concorrente Telegram. O celular se mantém como dispositivo principal, mas para usar o WhatsApp Web, por exemplo, não será mais necessário que o smartphone esteja conectado à internet ou possua carga suficiente.

publicidade

A função multiplataforma começou a ser testada na quarta-feira (14) com um pequeno grupo de usuários da versão beta do WhatsApp. O recurso promete acesso ao aplicativo em até quatro computadores e, em cada um, funcionará de forma mais independente.

Ainda não há, porém, uma previsão para a função ser liberada para todos os usuários do WhatsApp. Além do mais, a ferramenta certamente passará por mudanças até que o serviço demonstre funcionamento mais adequado.

WhatsApp Web
Com a nova atualização do WhatsApp Web, o computador deixe de ser apenas um espelho. A função permitirá o acesso ao aplicativo independente da internet móvel.

Entenda como vai funcionar

Atualmente, as mensagens do WhatsApp Web funcionam apenas como um tipo de interface. O celular é que tem a função de enviar e receber mensagens e o computador age como se fosse um espelho. Quando o celular é desconectado da internet ou fica sem bateria, não é mais possível utilizar o serviço pelo PC.

Os novos testes sinalizam que na hora de conectar a conta do aplicativo de mensagens a um outro aparelho, como o WhatsApp Web no computador, a necessidade de ler um QR Code a partir do telefone se mantém.

A grande novidade está em sincronizar as mensagens entre o celular e os computadores previamente conectados, ativando a função multiplataforma direto nos dispositivos secundários. Assim, os usuários poderão acessar o WhatsApp Web mesmo quando o telefone estiver inativo.

Apesar de parecer simplista e pouco seguro, para vincular o WhatsApp Web ou Desktop à conta do aplicativo será solicitado a autenticação biométrica (com reconhecimento facial ou impressão digital) no smartphone. Isso impedirá acessos indesejados, como os que acontecem em clonagem ou roubo de contas.

No momento da conexão, a plataforma do WhtsApp exibirá uma lista com todos os dispositivos cadastrados na conta. Dessa forma, o usuário pode desativar o login remotamente caso suspeite de algum acesso indevido.

Leia mais!

Segundo os desenvolvedores do WhatsApp, um usuário que trocar de celular ou tiver sua conta acessada por oura pessoa, poderá desconectar automaticamente os dispositivos complementares. No entanto, ainda não se sabe ao certo como essa medida de segurança será feita.

E mais: se o WhatsApp ficar inativo no celular por mais de 14 dias, o aplicativo se desconectará automaticamente dos dispositivos adicionais.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!