Mais da metade do público-alvo no Brasil já recebeu a primeira dose contra a Covid-19. Os dados do Ministério da Saúde indicaram que foram aplicadas no país mais de 130 milhões de doses de vacinas contra o vírus que desencadeou a pandemia.

Do total disso, 93,6 milhões de pessoas receberam a 1ª dose, o que significa 58,5% do público-alvo definido pela pasta, de 160 milhões. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (23) e mostraram ainda que 36,7 milhões de pessoas receberam a 2ª dose ou dose única contra a Covid-19.

publicidade

Leia mais:

Além disso, o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz) entregou mais 3,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19 ao Programa Nacional de Imunização (PNI).

Com a nova remessa, o total de doses liberadas pela fundação chega a 74,2 milhões. O lote sobe para 78,2 milhões com as 4 milhões de doses produzidas pelo Instituto Serum, da Índia. As doses foram importadas prontas do país asiático, passando pela Fiocruz para checagem e rotulagem em português.

Também haverá a liberação de 197 mil doses da entrega desta semana diretamente para o governo fluminense, enquanto as demais seguem para o almoxarifado do Ministério da Saúde.

O total de vacinas já liberado pela Fiocruz se aproxima de 75% das 100,4 milhões de doses previstas no acordo de encomenda tecnológica assinado com a farmacêutica anglo-sueca. Segundo o contrato, Bio-Manguinhos receberá ingrediente farmacêutico ativo (IFA) importado para produzir as doses.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!