Apesar da expectativa de lançamento apenas no outono americano (entre os meses de setembro e novembro), o Google divulgou nesta segunda-feira (2) imagens oficiais dos smartphones Google Pixel 6 e Pixel 6 Pro.

Google Pixel 6 e Pixel 6 Pro são aguardados para setembro, outubro ou novembro. Imagem: Google – Divulgação

Além do design, a empresa divulgou também que os aparelhos contarão com chipset (ou System on a Chip — SoC) de fabricação própria: o Tensor. “Tensor é nosso primeiro SoC feito sob medida especificamente para smartphones Pixel”, diz a postagem no blog da Google.

publicidade

Para o Pixel 6 foram selecionadas cores saturadas mais “divertidas”, e o aparelho conta com uma testa menor acima da faixa da câmera na parte de trás. Por sua vez, o Pixel 6 Pro (cujo nome foi confirmado pela empresa), além de ser maior, tem uma testa mais larga e vem em cores mais discretas.

Enquanto os aparelhos Pixel 6 Pro (à direita) oferecem cores mais sóbrias, os smartphones Pixel 6 (à esquerda) vêm com uma gama de cores mais alegres. Imagem: Google – Divulgação

Conheça as especificações técnicas do Google Pixel 6 e do Pixel 6 Pro

Algumas informações importantes, como preço e data de disponibilidade, ainda são um mistério. Mas a Google deu uma “prévia” do que esperar, incluindo a confirmação de um sistema de câmera atualizado, com os sensores aprimorados há muito solicitados e um novo design.

Pixel 6 Pro

Tela6,7 “QHD + 120 Hz, ligeiramente curvada nas bordas
ChipsetTensor SoC
CâmerasNova grande angular primária que “capta 150% mais luz”, periscópio com zoom óptico 4X ultra-wide
Miscelânea“Trilhos” de alumínio polido, sensor de impressão digital no display, chip de segurança Titan M2

Pixel 6

Tela6,4 “FHD + 90 Hz, totalmente plana.
ChipsetTensor SoC
Diversos“Trilhos” de alumínio fosco, sensor de impressão digital no display, chip de segurança Titan M2

Ambos contarão com telas de alta taxa de atualização com câmeras frontais centralizadas, mas Pro tem uma tela maior e mais rápida, de 120 Hz e 6,7”, em comparação com a  tela de 6,4” e 90 Hz do modelo menor. 

O novo Tensor SoC do Google virá nos dois aparelhos, que devem ser lançados com o Android 12.

Leia mais:

Embora o sensor específico da câmera não tenha sido nomeado, e a empresa não tenha fornecido especificações como o tamanho da abertura, essa é uma atualização muito evidente da câmera — tão grande que a empresa não está fazendo nenhum esforço para escondê-lo com o design, dada a grande faixa da câmera na parte traseira. 

Mais sobre o Tensor SoC

Nos primeiros vazamentos sobre os novos aparelhos, o chipset que hoje sabemos ter o nome formal de “Google Tensor” ou “Tensor SoC”, era conhecido como Whitechapel. 

Segundo a empresa, ele foi personalizado para executar os modelos de fotografia computacional do Google e aproveita fortemente as otimizações de IA e aprendizado de máquina para melhor desempenho e para aprimorar experiências comerciais específicas.

Até então chamado de Whitechapel pelos vazamentos da web, o chipset personalizado da Google recebeu o nome oficial de Tensor SoC. Imagem: Google – Divulgação

Desempenho em fluxos de trabalho padrão e especificações como GHz e contagens de núcleo não foram discutidos, mas o site The Verge informa que “as coisas padrão que as pessoas observam serão muito competitivas e as relacionadas a IA serão totalmente diferenciadas”.

O Google afirma que a nova TPU permitirá que cada quadro de vídeo gravado nos Pixel 6 receba o mesmo tipo de processamento HDR que hoje é aplicado a fotos. Estas sempre foram excelentes, e a empresa agora pode finalmente tentar atingir o mesmo patamar no vídeo.

No entanto, as vantagens do Tensor e da TPU não são apenas para fotos e vídeos. Aparentemente, também podemos esperar melhorias em coisas como desempenho de tradução, o recurso Live Caption no dispositivo, talk-to-type e outras funções relacionadas a IA.

Com informações do site Android Police.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!