A Nissan revelou a versão de produção do novo carro esportivo Z, dotado de um motor de 405 cavalos V6 biturbo de 3 litros. O veículo é a sétima geração da linha de carros Z da empresa japonesa, sucedendo o 370Z de 12 anos atrás, e trazendo traços de sua história, em componentes que remetem a um estilo retrô. Chamado apenas de Nissan Z, ele é o primeiro carro a não ter um número acompanhando a letra no nome, característica da marca desde os anos 70.

parte traseira do Nissan Z
Divulgação/Nissan

Além de oferecer 68 cv a mais de potência do que o motor do 370Z, a nova unidade produz quase 48,4 kgfm com torque máximo de 1.600 rpm a 5.600 rpm, 30% a mais que o modelo anterior. O V6 biturbo VR30DDTT do Nissan Z atinge sua potência de pico a 6.400 rpm. A Nissan não divulgou um tempo oficial e, em vez disso, afirma ter um alcance de zero a 100 km/h 15% mais rápido que o antecessor.

publicidade

O carro é oferecido com uma caixa manual de seis marchas ou uma automática de nove marchas. Ambas as caixas oferecem um sistema de controle de assistência ao lançamento de “nível de desempenho”. Já os modelos manuais apresentam um eixo de transmissão composto de fibra de carbono e uma função de redução da rotação de marchas.

Vamos dançar

A Nissan diz que o foco principal do novo Z foi construir sobre as características de manuseio dos modelos da geração anterior. Segundo o especialista-chefe de produtos da empresa, Hiroshi Tamura, o objetivo da Nissan é “tornar este o melhor Z”. Nas palavras de Tamura, o carro foi projetado para ser um “parceiro de dança” do motorista em suas “aventuras na estrada”.

parte interna do Nissan Z
Divulgação/Nissan

Na parte de carroceria, o Nissan Z também traz evolução, ao oferecer melhor rigidez que o antecessor, junto com um novo sistema de direção hidráulica eletrônica e pneus dianteiros mais largos. Assim, podendo oferecer melhor desempenho nas curvas.

Quanto aos amortecedores, há um novo design monotubo, em todos os quatro cantos. Segundo a empresa, essa aplicação resulta em uma redução da força de amortecimento de cerca de 20% para melhorar a estabilidade. A configuração multi-link traseira também foi modificada e a parte dianteira oferece uma suspensão double-wishbone.

Nissan Z em uma vista de cima
Divulgação/Nissan

Os modelos padrão do Nissan Z assentam sobre rodas de 18 polegadas, com rodas de 19 polegadas nas versões mais sofisticadas. Variantes automáticas chegarão com modos de direção Standard e Sport (para uma aceleração mais rápida, direção mais esportiva, aprimoramento de som e revisões nas configurações de controle dinâmico do carro).

Questão de genética

No sangue da família, o novo carro da japonesa apresenta elementos de estilo que ecoam o modelo original na faixa de 1969 e mantém o capô longo e a traseira curta, marcas registradas da linha de modelos. O chefe de design da Nissan, Alfonso Albaisa, disse que o novo design se destina a “viajar entre as décadas, incluindo o futuro”.

tela de bordo do carro
Divulgação/Nissan

Nesse sentido, o Z ganha faróis de LED inspirados no Fairlady 240ZG dos anos 70, apresentados em dois semicírculos. Enquanto isso, a extremidade traseira traz linhas que remetem ao 300ZX. O interior expõe algo mais moderno ao trazer uma tela de 8 polegadas sensível ao toque, executando Apple CarPlay e Android Auto (a versão Performance traz uma tela maior, de 9 polegadas, e recursos diferenciados, como Wi-Fi a bordo).

Ainda nesta parte de layout interno, o Nissan Z traz um painel de instrumentos digitais de 12,3 polegadas padrão, com três modos de exibição, bem como um tacômetro com uma linha vermelha deliberadamente posicionada às 12 horas. Os assentos têm o estilo dos do GT-R buscando oferecer conforto e ajuste aprimorados. Além disso, os bancos apresentam maior uso de camurça, o que, afirma a Nissan, suprime o movimento lateral do corpo para aumentar o conforto.

Nissan Z Proto
Divulgação/Nissan

O Nissan Z será lançado no mercado dos Estados Unidos com modelos 2023 nas categorias Sport e Performance, com o último apresentando rodas de 19 polegadas e elementos extras de carroceria. Segundo expectativas, o preço de início esperado é de menos de US$ 35 mil (para a versão mais básica de todas, naturalmente), cerca de US$ 5 mil a mais que o modelo 2020 do 370Z custa atualmente.

240 unidades serão comercializadas de uma edição limitada do Z Proto Spec será oferecida no lançamento, com pinças de freio amarelas, rodas de liga de alumínio de bronze, bancos de couro com detalhes em amarelo e outros elementos de estilo sob medida. A versão para o mercado japonês do carro, que se chamará Fairlady Z, será revelada ainda este ano. Você pode conferir a apresentação oficial do Nissan Z no post feito no canal oficial da empresa, neste link.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!