A empresa OnlyFans – conhecida por pornografia – vai proibir os usuários de postar qualquer conduta que seja sexualmente explícita, a partir de outubro. Com isso, os criadores ainda terão permissão para postar fotos e vídeos nus, porém, precisam estar concientes com a política da plataforma, de acordo com eles, nesta quinta-feira (19).

As mudanças são necessárias por conta da pressão crescente de parceiros bancários e provedores de pagamento. “Para garantir a sustentabilidade a longo prazo de nossa plataforma e continuar a hospedar uma comunidade inclusiva de criadores e fãs, devemos desenvolver nossas diretrizes de conteúdo”, explicou o OnlyFans.

publicidade

Inclusive, a OnlyFans atraiu mais de 130 milhões de usuários, dando aos criadores de conteúdo uma plataforma para cobrar de seus fãs por fotos e vídeos. Boa parte das personalidades mais populares postam fotos e vídeos nus, e sendo assim, são elogiados por dar proporcionar um lugar mais seguro para fazer o seu trabalho.

Por outro lado, o trabalho sexual ainda tem um estigma. Por isso, a OnlyFans está tentando levantar dinheiro de investidores externos em uma avaliação de cerca de US$ 1 bilhão. Sendo que aa empresa movimentou mais de US$ 2 bilhões em vendas em 2020 e está a caminho de mais que o dobro neste ano. 

Leia mais:

Mas afinal, o que é OnlyFans?

O OnlyFans foi fundado em 2016 pelo britânico Tim Stokely com o objetivo de ser “uma plataforma de mídia social onde criadores podem monetizar seu conteúdo e interagir diretamente com seus fãs”. Na prática, os criadores cobram uma mensalidade para que as pessoas o sigam e podem vender mais conteúdos extras por uma quantia que é determinada por eles mesmos.

Esse sistema não é único ou exclusivo, existe uma série de plataformas de financiamento coletivo ou assinaturas mensais, como o americano Patreon e os brasileiros Padrin, Catarse e Apoia.se. No entanto, o OnlyFans, de certa forma, revolucionou os sistemas de assinatura, possibilitando aos criadores venderem seus conteúdos de forma mais incisiva.

Plataforma própria de streaming

Poucos serviços digitais cresceram tanto durante a pandemia de Covid-19 quanto o Onlyfans. A plataforma de publicação de conteúdo (em sua maior parte, material adulto) viu sua receita crescer em mais de 553% em 2020, e desde sua criação, em 2016, já repassou mais de US$ 4,5 bilhões para os criadores de conteúdo. Porém, para continuar crescendo, irá apostar em uma nova plataforma de streaming – e sem nudez!

A OFTV conta com conteúdo original de mais de 100 criadores do OnlyFans, abordando temas como fitness, culinária, comédia, saúde, música e outros. O catálogo da plataforma de streaming conta com mais de 800 vídeos de canais como Cheri Fit, Yoga With Taz e Tennis Class with Adi.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!