Mais conhecido por seu trabalho no NES (o “Nintendinho”) e SNES (Super Nintendo), Lance Barr se aposentou da posição como Diretor de Design e Marca na empresa de games. O designer industrial atualizou recentemente o perfil do LinkedIn para “aposentado” e escreveu: “Depois de quase 39 anos na Nintendo, estou me aposentando e passando para ‘outros projetos”.

Barr foi contrado pela Nintendo em dezembro de 1982 para um trabalho de meio período, enquanto ainda estava obtendo seu MFA em Desenho Industrial pela Universidade de Washington. Em três anos, o trabalho dele seria reconhecido pela direção da empresa, que o encarregou do que se tornaria um dos estilos industriais mais icônicos da década de 1980: o Nintendo Entertainment System (NES, “Nintendinho”, você escolhe o nome).

publicidade

Isso ocorreu porque a Nintendo decidiu que o design do Famicom original do Japão, criado pelo engenheiro Masayuki Uemura, não seria trazido para o mercado dos Estados Unidos (EUA). Logo, Barr trabalhou no redesenho do revestimento externo, com o objetivo fazer um produto que fosse atrativo aos consumidores americanos.

lance barr
Lance Barr, designer de NES e SNES, se aposentou da Nintendo após 38 anos. Imagem: Memoria Bit/Reprodução

De acordo com uma entrevista do site Nintendojo em 2005, o design do “Nintendinho” precisava ser diferente do Famicom, sua versão japonesa, devido a “novos requisitos de engenharia” que visavam reduzir custos. Isso incluiu a remoção da função sem fio, bem como outros componentes modulares – por exemplo, o teclado e gravador de dados.

A maior mudança, no entanto, foi um novo conector de ponta para inserir os cartuchos do jogo, uma decisão que ditou o tamanho, a orientação do console e o seu mecanismo de carregamento. A carcaça desenhada por Barr incluía uma ranhura para cartuchos com “força de inserção zero”, inspirada na tecnologia dos VCR.

Da mesma forma, o designer foi incumbido de redesenhar o Super Nintendo para o mercado estadunidense alguns anos depois. Enquanto a Europa manteve o mesmo design de carregamento superior do Super Famicom japonês, Barr sentiu que o console era “muito macio e não tinha nenhuma vantagem” – algo que ele assemelhava a um “pacote de pão de forma”. Isso resultou em novo design do modelo para o público dos EUA, mais parecido com uma caixa.

Ao longo dos anos, Barr também projetou diversos acessórios para vários consoles Nintendo, incluindo o NES Zapper, os controles alternativos NES Advantage e NES Max, e o Wii Nunchuk.

Leia mais:

Fonte: gamesindustry.biz

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!