Quando se trata de tecnologia, problemas inesperados geralmente acontecem. Um deles é o congelamento de um aplicativo importante no Windows, algo que pode atrapalhar o seu dia de trabalho.

Para contornar problemas como esse, você pode forçar o encerramento de um aplicativo no sistema da Microsoft. Um dos atalhos mais conhecidos para isso é: selecionar a janela congelada e digitar a combinação “Alt + F4”.

publicidade

No entanto, você também pode forçar o encerramento de programas no Windows usando duas ferramentas nativas: o ‘Gerenciador de Tarefas’ e o ‘Prompt de Comando’.

Encerrar um aplicativo no Windows usando o Gerenciador de Tarefas

Uma das opções para acessar o ‘Gerenciador de Tarefas’ é:

1. Pressione a combinação ‘Control + Alt + Del’ . Em seguida, clique em ‘Gerenciador de Tarefas’ na lista de opções que surge na tela.

2. Agora, clique com o botão direito do mouse sobre o aplicativo que deseja encerrar.

3. Por fim, clique na opção ‘Finalizar tarefa’.

Outra forma de acessar a ferramenta é simplesmente clicar com o botão direito na barra de tarefas do Windows e acessar a opção ‘Gerenciador de Tarefas’. Pressionar a tecla Windows e digite os termos ‘Gerenciador de Tarefas’ no ‘Menu Iniciar’ também funciona.

Leia mais:

Encerrar um aplicativo no Windows usando o prompt de comando

1. Pressione a tecla Windows, digite ‘cmd’ e tecle ‘Enter’.

2. Agora, digite o comando “tasklist“, que, como o nome indica, lista todas as tarefas em execução no PC.

3. Digite o comando “taskkill /f /im (nome-do-programa).exe“. Substitua “nome-do-programa” pelo aplicativo que deseja forçar o fechamento.

Por exemplo, se o Spotify estiver travando, o comando correto seria: “taskkill /f /im spotify.exe“.

4. Pressione ‘Enter’ para finalizar o processo. Você deverá ver uma mensagem de confirmação depois que concluir as etapas.

Pronto! Agora você já sabe mais dois procedimentos distintos para forçar o fechamento de um aplicativo ou programa problemático no Windows 10. Algo que pode economizar tempo e estresse no seu cotidiano.

Créditos da imagem principal: Slatan/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!