O novo iPhone 13 ainda não foi revelado pela Apple, mas uma quantidade generosa de boatos já circulam o celular. Um dos pontos mais importantes para a fabricante americana e para praticamente qualquer concorrente do mesmo segmento é a câmera, e estes boatos já apontam para um conjunto semelhante, mas com mudanças interessantes para o usuário final.

Primeiro, é importante ter em mente que o nome iPhone 13, no singular, é uma forma de agrupar a linha inteira de aparelhos com este nome. No iPhone 12 a Apple trouxe este modelo, junto do iPhone 12 Pro, Pro Max e Mini, com diferenças entre todos eles, principalmente nas capacidades fotográficas e de filmagem. Este cenário deve ser o mesmo nos próximos smartphones da empresa da maçã.

publicidade

Leia também

Como a maior parte dos lançamentos, recursos que estrearam nos modelos mais caros do iPhone 12 Pro devem descer até os modelos mais econômicos do 13 – pode ser o Mini, ou então com nome de apenas iPhone 13. Não imagino que um conjunto triplo de câmeras apareça nestas variantes, mas sim as ferramentas como a gravação em Dolby Vision e o zoom óptico de 2,5 vezes.

iPhone 12 Pro Max não deve ser o último celular da Apple antes do iPhone 13 sem Touch ID (Imagem: divulgação/Apple)
iPhone 12 Pro Max (Imagem: divulgação/Apple)

Olhando para os modelos mais caros, é esperado que a Apple adote um sistema de modo retrato para o vídeo. A execução deve ser semelhante ao que a empresa já faz com imagens desde o iPhone 7, onde uma lente secundária faz o trabalho de entender a profundidade da imagem e deixa o fundo desfocado. Em modelos com o LiDAR, este componente faz e deve continuar fazendo o serviço com maior precisão.

iPhone 13 pode ter calombo maior

O calombo, ou espaço utilizado pelo conjunto de câmeras para fora do corpo do aparelho, deve ser maior no iPhone 13. O objetivo neste caso deve estar focado em colocar as lentes alinhadas com a superfície dessa parte, diferente do que é feito no iPhone 12 e até mesmo no iPhone 11 – onde os círculos das lentes avançam para além do espaço extra já ocupado pelo conjunto.

Supostos iPhones 13 (Imagem: divulgação/SonnyDickson)
Supostos iPhones 13 (Imagem: divulgação/SonnyDickson)

A engorda dessa parte também pode resultar em melhorias no estabilizador inserido no sensor de imagens, já que ele terá mais espaço abaixo da tampa traseira. Em alguns vazamentos até mesmo a organização das lentes dentro do conjunto muda para o iPhone 13 e sua versão Mini, com o alinhamento mudando para uma diagonal.

Ainda nas lentes, a câmera ultrawide está cotada para receber uma lente com abertura menor, deixando entrar mais luz. Este detalhe pode não avançar muito além do f/2,4 do iPhone 12 Pro Max, mas já pode ser suficiente para este tipo de foto receber mais luminosidade em locais escuros.

Apple pode não acompanhar a concorrência

Em praticamente qualquer vazamento recente, o iPhone 13 aparece com um conjunto de câmeras muito semelhante ao já utilizado pela linha iPhone 12 – que também pouco alterou o já existente no iPhone 11.

Isso significa que a Apple pode continuar não seguindo a concorrência na corrida pelo zoom óptico. A Samsung, por exemplo, já colocou um sistema telescópico no Galaxy S21 Ultra para aproximação em 10 vezes, com outros fabricantes atuando na metade desse zoom em modelos como o Moto Edge 20 Pro.

Via: CNET.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!