Segundo o CEO da Amazon, Andy Jassy, a companhia planeja contratar milhares de funcionários nos próximos meses para exercer funções corporativas e tecnológicas na empresa.

Jassy disse em entrevista à Reuters, a primeira desde que assumiu o cargo ocupado por Jeff Bezos, que a gigante do varejo precisa de mais força para conseguir acompanhar a alta demanda em setores como a computação em nuvem.

publicidade

O Project Kuiper, basicamente a Starlink da Amazon, que visa enviar satélites ao espaço para ampliar o acesso à internet, também exigirá novas contratações.

O executivo espera que o ‘Career Day’, a feira anual de empregos da Amazon marcada para o dia 15 de setembro, seja uma data importante para o recrutamento.

Pedido da Amazon sendo entregue ao consumidor
A estratégia representa o primeiro esforço em contratações desde que Andy Jassy assumiu o cargo de CEO da Amazon em julho. Imagem: No-Mad/Shutterstock

Segundo a empresa, as novas contratações vão representar um aumento de 20% nas suas equipes de tecnologia e corporativa, que atualmente somam cerca de 275 mil funcionários.

As posições de interesse incluem funções de engenharia, ciência de pesquisa e robótica. Em 2020, a empresa foi considerada o segundo maior empregador privado dos Estados Unidos, contratando mais de 500 mil pessoas.

Leia mais:

Revisão de práticas trabalhistas e aumento de salários

A estratégia ocorre em um período de reflexão sobre as polêmicas práticas trabalhistas da gigante do varejo. Questionado sobre como pode mudar essa exigente cultura da Amazon, Jassy afirma que todos na empresa “têm a liberdade” de analisar e sugerir melhorias.

Atualmente, a companhia está investindo pesado na construção de mais armazéns e no aumento dos salários visando atender à forte demanda do mercado.

Jassy afirma que a Amazon tem sido “muito competitiva” quando o assunto é compensação financeira: “Abrimos caminho com o salário mínimo de 15 dólares”. Para alguns estados americanos, ele ressalta que o salário inicial sobre para “17 dólares a hora”.

Dos cerca de 55 mil empregos anunciados, mais de 40 mil são para os Estados Unidos, enquanto o restante das vagas são para países como a Índia, Alemanha e Japão.

Créditos da imagem principal: Tada Images/Shutterstock

Via: Uol, Reuters

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!