A Qualcomm apresentou nesta quarta-feira (1) uma evolução para sua tecnologia de envio de música por Bluetooth, com nome de aptX Lossless. O objetivo da empresa é tirar proveito do crescente mercado de serviços de streaming com canções sem perda de qualidade, como o Apple Music, Deezer e Tidal.

Atualmente você já consegue escolher um serviço de streaming para músicas e escutar uma canção sem perdas de qualidade, chamada também de Lossless. O Tidal já oferecia este produto, depois o francês Deezer mostrou ao mundo seu catálogo e então o Apple Music fez o mesmo, com o Spotify prometendo sua resposta para ser lançada em breve.

publicidade

Leia também

Mesmo assinando qualquer um destes serviços, o Bluetooth ainda é um limitador muito grande para quem quer escutar esse tipo de música, nesta qualidade. Ele precisa funcionar com o codec correto, como o aptX HD da Qualcomm ou LDAC da Sony. Agora a empresa americana conhecida pelos processadores Snapdragon mostrou ao mundo uma evolução do seu padrão, chamado de aptX Lossless.

A promessa da Qualcomm é entregar áudio em 16 bits e 44,1 kHz, chegando na qualidade de CDs. A transmissão alcança, teoricamente, 1 mb/s, o dobro do aptX HD (576 kb/s) e mais que o LDAC da Sony, que alcança 990 kb/s no Hi-Res – muito acima do SBC utilizado pela Apple em seus dispositivos.

Qualcomm aptX Lossless (Imagem: divulgação/Qualcomm)
Qualcomm aptX Lossless (Imagem: divulgação/Qualcomm)

Como a taxa de dados é elevada no aptX Lossless, a Qualcomm aponta que sua tecnologia pode chegar até um mínimo de 140 kb/s. Olhando para o melhor cenário, em um local sem frequências de rádio congestionadas, o som não perde qualquer dado quando é enviado para os fones de ouvido ou caixas de som por Bluetooth.

O aptX Lossless não é um novo codec

Por mais que pareça, o novo aptX Lossless não é um codec novo, criado pela Qualcomm. Ele faz parte da tecnologia aptX Adaptive, que identifica a origem e o destino do som, percebendo automaticamente se pode ou não subir a taxa de transmissão e assim ativar o modo Lossless. Isso sempre depende do aparelho responsável por enviar o sinal Bluetooth, a versão da conexão utilizada e quais codecs podem ser compreendidos pelo falante ou fone de ouvido.

A Qualcomm espera que os primeiros produtos compatíveis com a tecnologia apareçam no mercado ainda neste ano. As primeiras empresas devem ser Xiaomi, Edifier e Master & Dynamic, além da Asus com o smartphone criado pela empresa para a própria Qualcomm.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!