O Google divulgou nesta quarta-feira (8) um programa para a criação de dispositivos certificados pela empresa, para que funcionem bem com reuniões no Google Meet. Um deles é o Rayz Rally Pro, um apoio para celular com caixa de som e microfone integrados, junto de entrada para a energia alimentar a bateria do smartphone, e tudo isso custa US$ 200.

Os produtos focados no mercado corporativo não são exatamente baratos, principalmente quando comparados aos similares disponíveis diretamente para o consumidor final. Um destes gadgets é um simpático apoio para celular, que consegue enviar 20 watts de energia e assume o formato de um dock, mas com alguns recursos extras e um detalhe importante: a certificação emitida pelo Google.

publicidade

Leia também

Rayz Rally Pro (Imagem: divulgação/Rayz)
Rayz Rally Pro (Imagem: divulgação/Rayz)

As funções complementares deste acessório incluem um alto-falante no corpo, que certamente é menor quando comparado ao speaker de um Echo Dot ou Nest Mini. O Rayz Rally Pro também oferece um microfone e esse conjunto é típico de uma mesa de reuniões. Quando ele está escutando a conversa das pessoas ao redor, o componente promete cancelar o eco gerado pela sala e suprimir ruído extra – recursos que o próprio Google Meet já faz sozinho, via software e aprendizado de máquina.

Mesmo com o certificado do gigante das buscas para funcionar bem no Google Meet, o acessório permite a conexão física com um Android por meio da porta USB-C, além do iPhone via conexão Lightning. As bordas do Rayz Rally Pro são abertas, certamente suportando um iPad – não dos grandes, ele não parece oferecer apoio suficiente para um tablet pesado.

Acessório abre automaticamente o Google Meet no Android

Porém, quem utiliza o acessório plugado em um Android pode tirar proveito de um botão para mutar a conversa, além de abrir automaticamente o Google Meet quando conectado ao gadget.

O Rayz Rally Pro chega ao mercado internacional a partir do dia 17 de setembro, mas a pré-venda dele já está aberta e o preço sugerido é de US$ 200, aproximadamente R$ 1 mil em conversão direta e sem considerar impostos ou taxas.

Via: Google e The Verge.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!