Em termos de filmes de terror, quanto mais caro, melhor? A consultoria FinanceBuzz quer testar isso, e para tal está oferecendo US$ 1.300 (mais de R$ 6,7 mil pela cotação atual) para quem topar assistir 13 filmes assustadores enquanto seus batimentos cardíacos são monitorados. Infelizmente, ou do contrário eu mesmo teria me candidatado, o estudo só vale para moradores dos Estados Unidos.

Para a pesquisa, a empresa enviará um Fitbit para registrar sua frequência cardíaca de cada voluntário. Além de ver os filmes, os selecionados terão que classificar os longas com base em sua previsão do tamanho dos orçamentos de produção. Além dos US$ 1,3 mil, a empresa enviará um vale-presente de US$ 50 para cobrir os custos da maratona do medo.

publicidade

A lista, dos quais eu mesmo já vi todos (cadê meu cheque, FinanceBuzz?) é esta:

  • Jogos Mortais
  • Terror em Amityville
  • Um Lugar Silencioso – Parte I
  • Um Lugar Silencioso – Parte II
  • O Mistério de Candyman
  • Sobrenatural
  • A Bruxa de Blair
  • A Entidade
  • Corra!
  • Uma Noite de Crime
  • Halloween (2018)
  • Atividade Paranormal
  • Annabelle

De acordo com a FinanceBuzz, de todos os diferentes gêneros de filmes, os de terror são os mais lucrativos, independentemente do orçamento. “Na maioria das vezes, os filmes de terror são assustadores por causa de sua história, não pelo orçamento do estúdio. ‘Atividade Paranormal’ foi produzido com apenas US$ 15 mil e arrecadou mais de US$ 193 milhões em bilheteria”, lembra a consultoria.

Leia também:

As inscrições devem ser feitas até o próximo dia 26, e o candidato escolhido será selecionado até 1º de outubro. O voluntário terá de 9 a 18 de outubro para assistir aos filmes e concluir a tarefa.

De fato, alguns dos filmes de terror mais bem sucedidos de todos os tempos tiveram um orçamento bem baixo. O próprio ‘A Bruxa de Blair’, que está na lista, custou US$ 60 mil e faturou mais de US$ 248 milhões em 1999. Por outro lado, ‘O Lobisomem’ (2010) custou mais de US$ 160 milhões e faturou cerca de US$ 140 milhões.

Benicio del Toro, Anthony Hopkins e Emily Blunt no funeral do responsável pelo financeiro de 'O Lobisomem'. Imagem: Universal Pictures/Divulgação
Benicio del Toro, Anthony Hopkins e Emily Blunt no funeral do responsável pelo financeiro de ‘O Lobisomem’. Imagem: Universal Pictures/Divulgação

“Para um filme deixar seus cabelos em pé e causar arrepios na espinha, nem tudo se trata de efeitos especiais de ponta e sustos feitos em computação gráfica. Alguns dos filmes de terror mais espetaculares e thrillers aterrorizantes foram feitos por uma pechincha em comparação com franquias de super-heróis bem conhecidas”, explica a FinanceBuzz.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!