Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que mais de 28% dos brasileiros com mais de 60 anos sofrem com catarata. Agora, segundo uma pesquisa feita pela Alzheimer’s Research, no Reino Unido, pessoas com essa doença e com degeneração macular relacionada à idade (DMRI) possuem mais chances de desenvolverem algum tipo de demência.

Os pesquisadores também descobriram que idosos com diabetes, doenças cardíacas, derrame e depressão também correm mais risco. O estudo levou em conta dados de mais de 12 mil britânicos adultos entre 2006 e 2010 e no começo desse ano.

publicidade

Catarata e a demência

A demência foi encontrada em mais de 2.300 pessoas. A DMRI apareceu em 26% dos pacientes com a degeneração mental; a catarata em 11% e doenças oculares ligadas a diabetes em 61%.

“Problemas de saúde como diabetes e pressão alta estão ligados a um risco aumentado de demência e de doenças oculares. Este estudo sugere que a associação entre doenças oculares como catarata e a demência não é inteiramente explicada por fatores de risco subjacentes compartilhados e que poderia haver uma relação mais direta”, diz a Dra. Sara Imarisio, Chefe de Pesquisa da Alzheimer’s Research UK.

Leia mais:

A especialista ainda sugere formas de tentar evitar ou desacelerar a ação da demência. “As evidências atuais sugerem que a melhor maneira de apoiar a saúde do cérebro é permanecer física e mentalmente ativa, comer uma dieta saudável e balanceada, não fumar, beber apenas dentro dos limites recomendados e manter o peso, o colesterol e a pressão arterial sob controle”, disse.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), no mundo todo é estimado que exista mais de 47.5 milhões de pessoas com demência. As previsões indicam que esse número pode saltar para 75.6 milhões em 2030 em triplicar, indo para 135.5 milhões, em 2050.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!