Após passar décadas adormecido, o vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção na região das Ilhas Canárias, na Espanha, no último domingo (19), causando a destruição de mais de 100 casas e gerando a evacuação de moradores da região. Estimativas apontam que o fenômeno deve durar entre 24 e 84 dias.

Sistema de satélites da agência espacial europeia registrou o momento em que o vulcão entrou em erupção. Imagem: Copernicus / ESA

A informação é do Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan), que explicou que a duração da erupção pode ser calculada com base em dados conhecidos sobre outras erupções históricas já ocorridas na ilha de La Palma.

publicidade

Segundo esses dados, a última erupção vulcânica na ilha foi a de Teneguía, que aconteceu em 1971, e teve duração de 24 dias, e a mais longa, a de Tehuya, ocorrida em 1585, se estendeu por 84 dias. Portanto, o Involcan calcula que a média de duração prevista para o vulcão atual é de 55 dias.

Leia mais:

Lava do vulcão Cumbre Vieja está próxima de atingir o Oceano Atlântico

De acordo com os cálculos do Invocan, a erupção vulcânica em La Palma tem emitido, diariamente, entre 6.140 e 11.500 toneladas de dióxido de enxofre (SO2) para a atmosfera.

Desde domingo, a área afetada pelos fluxos de lava totaliza 154 hectares, de acordo com imagens de satélite do programa Copernicus, da Agência Espacial Europeia (ESA).

Conforme a lava do vulcão Cumbre Vieja vai descendo em direção à costa, aumenta o receio de que, quando houver o contato com a água do Oceano Atlântico, possam ser emitidos ainda mais gases tóxicos.

Não há registro de mortes

Mais de 6 mil pessoas, incluindo 400 turistas, foram evacuados da área e instalados em Tenerife, a maior das ilhas do arquipélago, de acordo com informações do governo regional das Ilhas Canárias.

Não há, no entanto, registros de mortos ou feridos entre os visitantes e moradores da ilha de 85 mil habitantes. Os danos financeiros, por outro lado, são bastante significativos, passando de 400 milhões de euros, segundo o presidente da comunidade autônoma das Canárias, Angel Victor Torres.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!