Uma nova tempestade de poeira matou quatro pessoas e deixou feridos nesta sexta-feira (1) no interior de São Paulo. Com a força das rajadas de vento, um homem de 42 anos morreu após ser atingido por escombros da queda de um muro na cidade de Tupã (SP). As outras três vítimas, ficaram presas na nuvem de poeira quando a tormenta atingiu uma fazenda em Santo Antônio de Aracanguá, região de Araçatuba (SP).

Na segunda ocorrência, uma equipe usava tratores e caminhões-pipa para tentar controlar as chamas no pasto da propriedade. Quando a forte ventania atingiu o local, o fenômeno climático levantou uma nuvem, que, além da poeira, também avançou com fumaça e fogo. Três pessoas não conseguiram se abrigar e acabaram morrendo.

publicidade
Tempestade de poeira em São Paulo
Nuvem de poeira pode chegar até 10 quilômetros de altura. Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Vale ressaltar que esta é a segunda tempestade de poeira registrada no estado em apenas uma semana. A primeira, ocorreu no último domingo (26), e deixou alguns municípios em estado de alerta.

Leia mais:

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as nuvens foram impulsionadas por rajadas de ventos de mais de 80 km/h. Segundo o instituto, esse tipo de tempestade é causada por temporais combinados com ventos fortes. Ao entrar em contato com o solo seco em virtude da falta de chuvas, o evento cria uma “parede” de poeira e restos de vegetação que pode alcançar 10 quilômetros de altura.

Por fim, outras pessoas deram entrada em hospitais da região com ferimentos, queimaduras ou em virtude do mal-estar causado pela poeira e fumaça. Segundo o Uol, um inquérito policial foi instaurado para investigar o que causou o incêndio que acabou matando três pessoas.

Via: Uol

Créditos da imagem principal: Metsul/Reprodução

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!