Uma tempestade de areia gigante, com mais de 100 metros de altura, atingiu em cheio a cidade de Dunhuang, às margens do deserto de Gobi, no noroeste da China. O fenômeno foi registrado por vários moradores da localidade e gerou imagens impressionantes, que lembram cenas de filmes de desastre ou da poeira levantada pelas corridas no deserto do último “Mad Max”.

Com cerca de 190.000 habitantes, Dunhuang é uma cidade pacata, para os padrões chineses o município conta com uma história bastante rica e fica na antiga Rota da Seda. A cidade tem diversas atrações turísticas importantes, como as Cavernas de Mogao, que são consideradas um Patrimônio Mundial pela Unesco em 1987, por seus templos com estátuas budistas e pinturas murais antigas.

publicidade

Evento é comum, mas não agora

A tempestade de areia atingiu a cidade no último domingo (25) e fez com que a paisagem da cidade desaparecesse momentaneamente em meio às gigantescas nuvens de poeira. As tempestades de areia são relativamente comuns durante a primavera na região, mas são raras no verão, que é a estação do ano atual na província de Gansu, onde a cidade está localizada.

Em entrevista ao portal chinês Jimu News, um morador identificado apenas como Zhang declarou que a tempestade de areia veio abruptamente e ganhou o horizonte da cidade em apenas cinco minutos, e que se tornou impossível, inclusive, ver o sol. Por ser de uma cidade perto de um deserto, Dunhuang já enfrentou outras tempestades do tipo, mas nenhuma desse tamanho nos últimos anos.

Leia mais:

Segundo o morador, a tempestade começou mais amena e amarelada, com uma coloração mais parecida com a das areias do Deserto de Gobi. Em seguida, foi ganhando uma coloração mais próxima do vermelho e, por fim, ficou preta, gerando as imagens impressionantes que foram registradas durante o ápice da tempestade.

Com informações do Science Alert

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!