A mineração de criptomoedas despertou o interesse de uma empresa americana do ramo de transportes, a Sino-Global Shipping America. Nesta segunda-feira (4), a companhia que opera abastecendo cargas em grande embarcações anunciou uma parceria milionária com uma empresa de blockchain (HighSharp)

Com um primeiro investimento na casa dos US$ 10 milhões (R$ 55 milhões), a meta da joint venture será desenvolver a ‘Thor Bitcoin Mining Machine’, uma máquina própria de mineração voltada para extrair bitcoins — criptomoeda que ultrapassou US$ 50 mil em valor de mercado nesta terça-feira (5).

publicidade
Equipamento de mineração Asic
Conjunto de equipamentos de mineração. Imagem: Artie Medvedev/Shutterstock

O projeto, segundo o comunicado da Sino, já está saindo do papel. Por ora, é preciso obter os registros necessários de patente e pensar no visual do produto, além de traçar estratégias de marketing e vendas antes da novidade chegar ao mercado.

A Sino-Global diz que entrará com um investimento ainda mais pesado na ideia nos próximos anos, cerca de US$ 50 milhões.

Leia mais:

Para o fundador e CEO da companhia de logística, Lei Cao, a escassez de componentes eletrônicos (crise dos chips), que também refletiu na falta de dispositivos de mineração, abre uma nova oportunidade de investimento: “Este é um grande desenvolvimento estratégico para a Sino-Global com potencial para benefícios financeiros significativos de longo prazo”, disse o executivo.

“O nome que escolhemos (Thor) ressalta os consideráveis ​​recursos combinados de nossa JV, conhecimento de mercado e capacidade de atender à demanda não atendida por máquinas de mineração”, finalizou.

O plano da empresa é preencher essa demanda e avançar no setor. Por enquanto, ainda não existe previsão de lançamento para o produto.

Créditos da imagem principal: Igor Batrakov/Shutterstock

Via: Portal do Bitcoin

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!