Entre os jogos de tiro em primeira pessoa, especialmente nos que se baseiam em conflitos e armamentos reais (do presente ou do passado), que a franquia ‘Battlefield’ tem uma pegada diferente. O cenário maior, a possibilidade de usar veículos, a reprodução fiel dos equipamentos, a influência das condições do terreno, tudo isso soma para tornar as partidas do game mais cadenciadas, com um ritmo menos frenético – mas não menos empolgante. Não à toa, o YouTube está cheio de vídeos de “momentos Battlefield’.

E para ‘Battlefield 2042’, a DICE pegou tudo isso e elevou a novos patamares. Lembro do meu deslumbramento ao ver, pela primeira vez, um prédio desabar no meio da partida em ‘Battlefield 4’. Agora imagine presenciar o lançamento de um foguete em meio à uma tempestade, literal e figurativa, já que chovia balas para todos os lados. Esse é um dos cenários do game, o mapa Orbital, situado em Kourou, Guiana Francesa, e apresentado durante um hands-on preparado pela Electronic Arts.

publicidade

A escala de tudo é imensa. O modo Conquista permite batalhas para até 128 pessoas (64 pessoas os consoles) no mapa que inclui, além da plataforma de lançamento em si, um Prédio de Montagem e uma Plataforma de Transporte conectando os dois em uma espécie de península. São oito setores: duas bases e seis áreas em disputa entre os dois times, cada uma com objetivos próprios a serem alcançados. Ao longo da partida, tudo pode mudar de maneira inesperada (e aleatória), desde as condições climáticas e de visibilidade até o lançamento automatizado do foguete e a chegada de um tornado.

Leia também:

Com isso, a DICE mantém em ‘Battlefield 2042’ uma das principais características da franquia que é a multiplicidade de cenários de combate. Horizontal, vertical, em campo aberto ou quase à queima roupa, o jogador pode buscar explorar melhor seu estilo de jogo, ou para os mais versáteis, adaptar sua estratégia aos equipamentos e armas da classe de personagem selecionada para trazer mais vantagem para seu time como um todo.

Battlefield 2042
Nas palavras da DICE, ‘Orbital’ é um mapa “de tamanho mediano”. Imagem: DICE/EA/Divulgação

A escolha de um cenário de futuro próximo é boa para agradar quem curte um gameplay militar mais “pé no chão”, ao mesmo tempo que traz recursos avançados que são uma extrapolação do que muitas forças especiais ao redor do mundo utilizam em combate, sejam armas, acessórios ou veículos. O All-Out Warfare inclui quatro especialistas exclusivos, cada qual com equipamentos e estilos próprios: o engenheiro russo Boris, que usa uma torreta automática SG-36; o sniper sul-africano Casper, especialista em camuflagem; a médica alemã Falck e o especialista em escaladas, o canadense Mackay. Quando o jogo completo sair, serão dez especialistas disponíveis, com combinações e habilidades diferentes.

Os jogadores poderão experimentar o Beta Aberto de ‘Battlefield 2042’ a partir de hoje, para quem já reservou o jogo ou é assinante da EA Play, e para toda as plataformas na próxima sexta-feira (8) até o domingo (10). ‘Battlefield 2042’ já está disponível para reserva e com lançamento previsto em lojas físicas e digitais em 19 de novembro para Xbox One, PlayStation 4 e PC, com upgrade gratuito para as edições digitais padrões para PlayStation 5 e Xbox Series X|S.

Já assistiu aos novos vídeos noYouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!