O engenheiro inglês aposentado Tony Edwards, de 57 anos, entrou para os recordes do Guiness com a construção do “Mowabusa” — o veículo cortador de grama com o título de “mais rápido do mundo”. O veículo, cujo nome origina do verbo “to mow” (cortar grama, em inglês) e da moto Suzuki Hayabusa, consegue aplainar um gramado e alcançar a velocidade máxima de 230 km/h.

O Mowabusa estabeleceu sua posição nos campos do Aeroporto de Elvington, na cidade de York, Reino Unido no dia 22 de agosto, mas foi apenas hoje (08/10) que o Guiness emitiu o certificado. O recorde anterior registrado pela instituição, um pouquinho mais modesto, era de apenas 214 km/h.

publicidade

Edwards, em entrevista ao The Sun, afirma que o projeto tomou mais de dois anos até sua conclusão e que custou, ao todo, cerca de 30 mil libras (o que dá R$ 240 mil em conversão direta). No entanto, o engenheiro, casado e pai de 4 filhos, não tem muito o que reclamar do processo.

“Minha mulher Jayne não se importava. Isso me mantinha longe dos pés dela. Agora que eu consegui, vou ter que arranjar outra coisa para fazer.”

Motor do Mowabusa possui 1300 cc

homem em cima de cortador de grama na frente de casa segurando certificado
Engenheiro instalou motor de moto mais rápida do mercado em cortador de grama. (Imagem: The Sun)

Para montar o cortador de grama mais rápido do mundo, Tony Edwards usou inúmeras partes distintas de vários veículos. A parte frontal possui a suspensão de um carro e, na traseira, foi instalado um kit trike, utilizado na conversão de motocicletas em triciclos.

No entanto, a estrela do sucesso do Mowabusa se deve ao motor utilizado, o mesmo de uma moto esportiva Suzuki Hayabusa, com Injetando o cortador de grama com 1300 cc e 300 cv de freio. Em seu surgimento, em 1999, o modelo atingia velocidades no entorno de 300 km/h, obrigando a indústria da época a regular os limites de velocidade sobre duas rodas.

Imagem: The Sun

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!