As autoridades deram o sinal verde para os primeiros cigarros eletrônicos nos Estados Unidos, com o argumento que os produtos de vaporização da RJ Reynolds podem ajudar os fumantes a largarem o vício. A decisão é parte da iniciativa da Food and Drug Administration (FDA) de trazer o embasamento científico para a indústria de vaporização multibilionária.

A agência reguladora disse que os dados apresentados mostraram que os cigarros eletrônicos ajudaram os fumantes a parar de fumar ou reduzir o uso de cigarros, que inclusive é a principal causa de morte evitável nos Estados Unidos.

publicidade

Em setembro, a agência informou que rejeitou pedidos de mais de um milhão de cigarros eletrônicos e produtos relacionados, por conta do seu potencial apelo para adolescentes. Por outro lado, os reguladores atrasaram as decisões sobre as principais empresas de vaporização.

A decisão da FDA se aplica para dispositivos recarregáveis e seus cartuchos de nicotina com sabor de tabaco da marca Solo Power da Vuse. A agência ainda está analisando o pedido para vender uma fórmula de nicotina com sabor de mentol.

Mão segurando um vape com fumaça saindo do bico do equipamento
IA para cigarros eletrônicos pode ajudar fumantes a largarem o vício. Crédito: Amani A/Shutterstock

“As autorizações de hoje são um passo importante para garantir que todos os novos produtos de tabaco passem pela avaliação científica pré-comercialização da FDA”, explicou Mitch Zeller, diretor do centro de tabaco do FDA, através de um comunicado.

Há mais de uma década, os cigarros eletrônicos apareceram pela primeira vez nos Estados Unidos com a promessa de fornecer aos fumantes uma alternativa menos prejudicial ao vício. 

“Os dados do fabricante demonstram que seus produtos com sabor de tabaco podem beneficiar fumantes adultos viciados que mudam para esses produtos, seja completamente ou com uma redução significativa no consumo de cigarros”, concluiu.

Sendo assim, existem poucos estudos sobre se os cigarros eletrônicos realmente ajudam as pessoas a pararem de fumar, por isso, os esforços para começar a examinar os produtos de vaporização e também suas reivindicações.

Leia mais:

Só nos últimos anos, o cenário de cigarros eletrônicos cresceram para incluir centenas de empresas que vendem uma variedade de dispositivos e soluções de nicotina em vários sabores. Portanto, para se manter no mercado, as empresas precisam mostrar que os seus produtos beneficiam a saúde, o significa provar que os fumantes usam os produtos que ajudam parar ou reduzir o hábito de fumar.

Fonte: Medical Xpress

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!