Na última quarta-feira (20), a SpaceX havia conduzido o primeiro teste de pré-ignição dos motores Raptor acoplados à Starship SN20. Nós antecipamos que um teste estático de ignição, ou disparo estático, viria em seguida. Pois ele veio na noite de quinta-feira (21), segundo uma publicação feita no perfil oficial da empresa no Twitter.

Leia também

publicidade

De acordo com a publicação, a SpaceX posicionou a nave orbital Starship SN20 em configuração de lançamento e promoveu dois disparos: o primeiro foi de um dos dois motores Raptor acoplados ao veículo, enquanto o segundo viu o disparo de dois motores simultaneamente. Os disparos ocorreram com uma hora de diferença entre um e outro.

A Starship SN20 estava equipada com um motor Raptor em sua versão padrão (Raptor 2) e outro adaptado à propulsão no espaço (Raptor Vacuum). No voo completo, a nave contará com seis propulsores – três de cada versão – enquanto o foguete Super Heavy, que dará o “empurrão” inicial do lançamento, terá outros 29 motores.

O conjunto que forma o sistema de voo orbital consiste da nave e do foguete – a ideia é que ambos sejam reutilizáveis pela empresa, o que deve reduzir custos de produção.

Como afirmamos anteriormente, a SpaceX ainda não tem uma data fixa para o primeiro teste de voo orbital da Starship SN20, mas a expectativa da empresa é a de realizá-lo até o final de 2021. Nessa ocasião, a companhia fundada por Elon Musk fará o lançamento e deixará o foguete “cair” no Golfo do México, de onde ele será resgatado, enquanto a nave segue seu caminho em direção à órbita da Terra, eventualmente retornando para um pouso próximo ao Havaí.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!