Agora é oficial: o caçador de recompensas do velho oeste Jesse McCree deixa de existir dia 26. A Blizzard, que havia feito a decisão de rebatizá-lo em agosto, deverá chamar o mesmo modelo de Cole Cassidy. Para todos os fins, o anterior nunca existiu. Isso porque a inspiração do nome, um dos criadores de Overwatch, foi demitido num caso de assédio sexual.

O designer de jogos Jesse McCree emprestou seu nome ao personagem de ‘Overwatch’ e foi sacado da Blizzard após ser um dos principais indiciados em um processo movido contra a empresa por assédio sexual e discriminação de gênero.

McCree era um funcionário de longa data da companhia e trabalhou nas expansões de ‘World of Warcraft’, ‘Diablo 3’ e o futuro game ‘Diablo 4′.

Na época, a empresa assim declarou: “Para refletir melhor o fato de que Overwatch é a criação de uma equipe e reforçar que este é um mundo fictício e notavelmente diferente da realidade, a partir de agora, os personagens do jogo não terão nomes de funcionários da empresa. Assim, vamos mudar o nome do personagem que conhecemos como McCree. Essa mudança acontecerá no jogo e em todos os conteúdos daqui para a frente.”

Clássico fora da lei

A inspiração para o novo nome provavelmente é o criminoso da vida real Butch Cassidy (1866-1908). Ele foi líder da gangue mais bem-sucedida de assaltantes de trem no Velho Oeste, e morreu, muito longe de casa, num confronto com as forças armadas da Bolívia.

Algo ironicamente para a inspiração de um personagem de um jogo de tiro, Cassidy se gabava de nunca, em sua carreira, ter matado ninguém.

Para celebrar a troca do nome no ‘Overwatch’ (e quem sabe enterrar a memória do caso de assédio sexual), a Blizzard também está dando uma mudança grátis no nome (a BattleTag) no servidor Battle.net. Vale de hoje até 5 de novembro.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!