A dupla sul-coreana de montadoras de carros, Hyundai e Kia, anunciou uma parceria com a Factorial Energy, uma empresa de Woburn, Massachussets, para o desenvolvimento conjunto de uma bateria de estado sólido a ser implementada em seus veículos elétricos.

O produto, de acordo com a fornecedora norte-americana, é uma descoberta que promete “lidar com problemas-chave que impedem a adoção dos veículos elétricos em larga escala pelos consumidores: autonomia e segurança”.

publicidade

As vantagens, informa a Hyundai no release, são baseadas no padrão FEST (Factorial Eletrolyte System Technology) da empresa, que constitui um material eletrolítico sólido de maior estabilidade. Esta condição faz com que eletrodos de maior voltagem e capacidade processem a energia em células de 40 Ah em temperatura ambiente.

“[O padrão] FEST é mais seguro que a tecnologia convencional de íon-lítio, estende o alcance de direção de 20 até 50%, e é imediatamente compatível para fácil integração entre as infraestruturas de fabricação de baterias ion-lítio já existentes”, afirma a empresa.

Nova bateria da Hyundai ainda não possui previsão de uso

Baterias em estado sólido não são exclusividade da Hyundai e da Kia. Ainda no mês passado, cientistas da Universidade da Califórnia – San Diego desenvolveram um componente similar, à base de silício. O produto prometia ampliar em até 10 vezes a capacidade energética de eletrônicos, e ainda não tinha aplicação decidida.

No entanto, as empresas sul-coreanas não informaram uma prazo para implementação desta nova bateria, nem uma estimativa das novas autonomias das frotas de elétricos atuais. Também não há menção se o produto será utilizado em um novo protótipo, ou em uma adaptação das linhas de carros atuais — como os Ioniq, da Hyundai.

Imagem: Divulgação/Hyundai

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!