Parece que o primeiro lançamento orbital da Starship está se aproximando. A SpaceX começou a enviar combustível para sua base no Texas, e deve dedicar os próximos dias a preencher sete tanques totalmente customizados para armazenar milhares de toneladas do propelente, uma mistura de metano e oxigênio líquidos.

A função dos tanques é a de guardar, resfriar e distribuir todo o combustível necessário para o lançamento de um foguete. E considerando que o “foguete” é o Super Heavy – que combinado à Starship é o maior do mundo -, estamos falando de uma quantidade considerável de combustível.

publicidade

Leia também

Segundo membros da imprensa que moram perto da estrutura da SpaceX no Texas, entre 40 e 60 caminhões já foram entregues – o sufuciente para encher parcialmente um único tanque.

Colocando em números expressos, toda a “fazenda de combustíveis” deve comportar 2,4 mil toneladas de metano líquido (LCH4), 5,4 mil toneladas de oxigênio líquido (LOx) e 2,6 mil toneladas de nitrogênio líquido (LN2). Os dois primeiros são o “combustível” da Starship, enquanto o último serve para refrigerar esse combustível abaixo de seu ponto de ebulição, aumentando sua densidade e, consequentemente, a quantidade que a nave pode armazenar.

Existe uma regulamentação local no condado de Cameron, onde estão localizadas a vila de Boca Chica e a base da SpaceX que limita o volume de combustível máximo que pode ser transportado por caminhões – algo em torno de 37 toneladas por caminhão – então é provável que esse preenchimento dos tanques ainda leve um bom tempo.

Elon Musk, CEO e fundador da SpaceX, já disse no passado que pretende lançar a Starship em um voo orbital de teste até dezembro de 2021. Ainda não há confirmação alguma de data fora essa estimativa, então não dá para saber se a empresa conseguirá cumprir esse objetivo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!