A criptomoeda solana (SOL) pode seguir a tendência de outros ativos digitais e alcançar um novo recorde de valorização nos próximos anos. Pelo menos é o que aponta o ‘Relatório de Previsões de Preço’ do criptoativo da Finder.com.

O levantamento, que considera a opinião de 50 especialistas, sugere que a solana é uma das criptomoedas que pode bater de frente com o ethereum, fechando 2021 valendo cerca de US$ 235 (cerca de R$ 1,3 mil na cotação atual) — a expectativa é que a moeda digital salte para US$ 1.178 até 2025 e ultrapasse US$ 5 mil até 2030.

publicidade

Gavin Smith, da Panxora Crypto Hedge Fund, é um dos que acredita que a SOL é um dos poucos blockchains capazes de competir com o ethereum quando se trata de fatores como o custo de transações, o que, segundo o executivo, é “um importante indicador de sucesso” do ativo.

Leia mais:

Alex Nagorskii, da DigitalX Ltd, ressalta que apesar do cenário positivo para o futuro, a Solana ainda não corrigiu seus problemas de segurança.

“A Solana tem desfrutado de um crescimento espetacular este ano. Ela tem sido capaz de aproveitar o sucesso de alguns projetos NFT lançados em seu blockchain. É provável que a Solana continue a ter um bom desempenho. No entanto, o projeto ainda precisa otimizar alguns aspectos de segurança em sua rede”, afirmou.

Após o recente ataque DDoS sofrido pela Solana, 40% dos membros do painel acreditam que o incidente indica um problema sério de segurança na plataforma, enquanto outros 40% afirmaram que se trata de algo isolado (os 20% restantes não têm certeza).

Johannes Schweifer, CEO da CoreLedger AG, acredita que o incidente foi isolado, e destacou que outras criptomoedas passaram pelo mesmo tipo de problema antes.

“O ETH (ethereum) também sofreu ataques semelhantes no passado… Ficou na história como um incidente isolado. O mesmo vai acontecer com este último ataque DDoS sofrido pela Solana ”, disse.

Com capitalização de mercado de US$ 74,4 bilhões, a Solana é atualmente a quinta criptomoeda mais valiosa do mercado cripto, segundo a CoinGecko.

Créditos da imagem principal: Creativa Images/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!