Nesta segunda-feira (22), os laboratórios da Pfizer e BioNTech anunciaram que sua vacina contra a Covid-19 oferece proteção a longo prazo em jovens de 12 a 15 anos. A informação foi divulgada após um estudo de fase 3, que atestou que o imunizante teve 100% de eficácia na faixa etária.

O estudo dos laboratórios ainda apontou que não houve nenhum efeito adverso, mesmo após seis meses de observação dos jovens que receberam a vacina. Foram analisados 2.228 adolescentes, desses, apenas 30 tiveram casos confirmados de Covid-19 e todos eram do grupo que recebeu placebo.

publicidade

Leia também!

“À medida que a comunidade global de saúde trabalha para aumentar o número de pessoas vacinadas em todo o mundo, esses dados adicionais fornecem mais confiança na segurança e no perfil de eficácia de nossa vacina em adolescentes. Isso é especialmente importante porque vemos as taxas de Covid-19 subindo nessa faixa etária em algumas regiões. Estamos ansiosos para compartilhar esses dados com o FDA e outros reguladores”, afirmou o presidente do conselho e diretor executivo da Pfizer, Albert Bourla.

Vacina da Pfizer
Covid-19: Pfizer atesta eficácia a longo prazo de vacina em adolescentes. Foto: pcruciatti/Shutterstock

Pfizer afirma que sua pílula contra Covid-19 reduz em 90% risco de morte

Recentemente, a Pfizer afirmou que a pílula contra Covid-19 reduziu em aproximadamente 90% as taxas de hospitalização e morte em adultos de alto risco. A farmacêutica desenvolve um medicamento fácil de usar para tratar o coronavírus.

A Merck, concorrente da Pfizer, já está com a sua pílula contra a Covid-19 sendo analisada pela a agência de saúde estadunidense Food and Drug Administration (FDA). O remédio teve bons resultados iniciais e na última quinta-feira (4) o Reino Unido se tornou o primeiro país a aprová-lo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!