Uma conta falsa associada ao novo Ministro das Finanças da Noruega foi verificada pelo Twitter. Não é a primeira vez que esse tipo de coisa acontece, recentemente o escritor Cormac McCarthy teve um fake seu com selo de verificação. No entanto, ao contrário do que costuma acontecer, dessa vez o erro não é da empresa. 

De acordo com o site de tecnologia norueguês NRKbeta, quem passou as informações para o Twitter verificar a conta foi o próprio gabinete do Primeiro Ministro e a Autoridade de Segurança da Noruega (NSM), que achava que aquela era a conta verdadeira do político.

publicidade

Apesar do pedido do NSM, Trygve Slagsvold Vedum nunca criou uma conta no Twitter e aquele perfil era falso. Aliás, depois que ele assumiu o cargo, diversas contas falsas em seu nome foram criadas. O próprio Ministério das Finanças chegou a fazer um tweet informando que o atual ocupante do cargo não tem perfil na rede social. 

“Queremos informar que o Ministro das Finanças, Trygve Slagsvold Vedum, não possui Twitter privado. As contas que aparecem em seu nome são, portanto, falsas e serão denunciadas”, disse o órgão na ocasião. Apesar do pronunciamento, isso não impediu que uma conta falsa fosse verificada.

Conta falsa verificada no Twitter

O perfil com selo chegou inclusive a irritar outros políticos do país com mensagens e citações, até que o erro fosse esclarecido. Dessa vez, o Twitter não fez nada de errado e sim o governo que pediu que aquela conta fosse verificada.

Leia mais:

“Infelizmente, houve um erro no relatório que causou a verificação de uma conta falsa”, disse Anne Kristin Hjuske, chefe de comunicações do Gabinete do Primeiro-Ministro ao NRKbeta . “A conta foi removida e garantimos que não foram verificadas mais contas falsas. Além disso, estamos revisando nossas rotinas de relatórios para garantir que isso não aconteça novamente”, completou.

Recentemente, o Twitter modificou seu processo de verificação de contas. Para ter o selo há alguns critérios. Segundo a rede social, a conta deve ser “autêntica, notável e ativa”. No entanto, isso é relativo quando se trata de autoridades e pessoas públicas.

Segundo B. Byrne, gerente de produtos do Twitter, e Sarah Hussain, responsável pela política da rede, a plataforma enxerga como perfis verificados aqueles que “seguem a filosofia de liderar pelo exemplo, tuitar aos outros como eles querem ser tuítados e servir à conversa pública com autenticidade, respeito e consideração”.

Via The Verge

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!