Autoridades francesas anunciaram na quinta-feira (25) que Paris vai começar a testar táxis aéreos elétricos, com o objetivo de criar pelo menos duas rotas de voo para os passageiros durante as Olimpíadas de 2024.

O ministro dos Transportes francês, Jean-Baptiste Djebbari, foi à inauguração do novo local de testes de mobilidade aérea em um campo de aviação a alguns quilômetros a noroeste de Paris.

publicidade

“Tudo está se encaixando: parcerias, inovação, áreas de teste, regulamentações, financiamento. Todos os ingredientes para o sucesso estão aí, tudo o que resta é fazer acontecer”, disse Djebbari.

Futuro “vertiporto” no aeroporto Paris-Charles de Gaulle. Imagem: Grupo ADP

Rotas dos carros voadores nas Olimpíadas

A primeira rota olímpica deve transportar passageiros entre os aeroportos Paris-Charles de Gaulle e Le Bourget, e uma segunda ligaria dois subúrbios parisienses. Cerca de 30 fabricantes responderam à chamada para testar várias peças de aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (eVTOLs), e a infraestrutura que um aeroporto seguro exigiria.

O aeródromo perto de Paris já foi adaptado para incluir uma área de pouso e decolagem, pistas de taxiamento, praças de estacionamento, planejamento de depósito e muito mais.

Testes de voo já foram realizados com um drone, que carregou suprimentos médicos, como bolsas de sangue e kits de saúde. Sistemas anticolisão e de recarga também foram avaliados.

Leia mais:

O futuro dos carros voadores

Em setembro deste ano, a Bloomberg informou que 65 centros de táxi voadores foram planejados para cidades que incluíam Londres e Los Angeles. Um site na Inglaterra, com inauguração prevista para 2022, está programado para ser o primeiro.

Em setembro, a NASA iniciou oficialmente os testes de voo de uma aeronave eVTOL construída pela Joby Aviation, com sede na Califórnia, com a esperança de estabelecer uma nova forma de transporte cidade a cidade. A Joby também está testando táxis aéreos em Paris no novo local de teste olímpico.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!