Após a CNBC falar de uma possível saída, Jack Dorsey confirmou que está deixando o cargo de CEO do Twitter. Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (29), o fundador da plataforma  disse “acreditar que a companhia está pronta para seguir em frente sem seus fundadores”.

Segundo a Variety, o cargo de Dorsey deve ser ocupado por Parag Agrawal, atual CTO da companhia. O fundador da plataforma ainda deve permanecer como membro do conselho até 2022, quando ocorre a reunião anual de acionistas e termina seu atual contrato.

publicidade

Jack Dorsey deixa cargo de CEO do Twitter

A saída de Dorsey é encarada com surpresa, já que nos últimos anos a plataforma lançou diversos novos recursos e, apesar de nem todos terem tido vida longa (como os Fleets), muitas mudanças parecem terem chegado para ficar, como o Espaços, as ferramentas de monetização e sistemas de doação para criadores.

Essa é foi a segunda passagem dele pela companhia. O empresário ocupou o cargo pela primeira vez por um breve período em 2007, logo após ter fundado a rede social e pouco antes de ser afastado por acionistas em 2008. Após isso, ele conseguiu retornar ao comando após passar meses como CEO interino até convencer o conselho do Twitter de que estava preparado para ocupar o cargo em definitivo.

Em 2020 o cargo de Dorsey balançou após um importante investidor e acionista da rede social, Elliott Management, fazer campanha pela saída do fundador da plataforma. A justificativa era de que o atual ocupante da posição não tinha o preparo para lidar com o crescimento da rede social. Na ocasião, Dorsey conseguiu se segurar na posição.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!