De acordo com a Associação Brasileira das Empresa de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), a Black Friday de 2021 foi responsável por um aumento considerável no uso de cartões para as compras.

A pesquisa mostrou que as compras via cartões de crédito, débito e pré-pago representaram cerca de R$ 28 milhões na Black Friday deste ano, significando um crescimento de aproximadamente 22% quando comparado com 2020.

publicidade

Leia também!

Além disso, os cartões foram 30% mais utilizados para compras não presenciais, como sites e aplicativos das lojas. A pesquisa levou em consideração dados obtidos entre 25 e 26 de novembro.

O estudo mostra que os hábitos de compras durante a pandemia de Covid-19 vieram para ficar, principalmente, as vendas on-line. Atualmente, os pagamentos não presenciais representam 35% de todos os gastos nos cartões de crédito.

Black Friday
Uso de cartões cresceu 22% nesta Black Friday. Imagem: PopTika/iStock

Apesar do aumento nas vendas via cartões, a Black Friday deste ano ficou abaixo das expectativas dos especialistas. Conforme um levantamento da Neotrust, produzido a partir do total de compras via e-commerce de quinta-feira (25) até às 23h59 de sexta-feira (26), o faturamento total do varejo foi de R$ 5,4 bilhões — considerando apenas as compras de sexta (26), o montante foi de cerca de R$ 4 bilhões, 4,5% acima de 2020.

Apesar de representar um salto de 5,8% frente ao ano anterior, a expectativa era de um crescimento maior, de 6% a 10%. Em pedidos, a edição deste ano encerrou com um volume de 7,6 milhões, 0,5% a menos que o ano passado. Já o tíquete médio das compras ficou em R$ 711,38.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!