O Procon do Rio de Janeiro notificou na última segunda-feira (13) as empresas Amazon, B2W (responsável pela Americanas) e Philips por irregularidades em promoções de Black Friday.   

De acordo com o órgão de defesa do consumidor, fiscais analisaram algumas promoções dos produtos mais buscados durante a campanha de descontos e compararam com outros oito varejistas on-line. As ofertas encontradas nos sites das três empresas notificadas continham problemas e as companhias podem ser multadas em até R$ 10 milhões dependendo de cada caso e justificativa.  

publicidade

As empresas possuem até 15 dias para apresentar suas defesas. No caso da Americanas, os fiscais encontraram uma Smart TV Samsung por R$ 9.999,99 com uma promoção de 10% de desconto no dia da Black Friday, passando para R$ 8.999,99, mesmo valor encontrado na semana anterior da promoção. Para o Procon-RJ o ato faz o “consumidor acreditar que aquele era um excelente negócio”.  

Leia também!

Casos parecidos foram encontrados na Amazon com uma Smart TV Samsung e um notebook LG que no dia da Black Friday tiveram seus valores praticamente dobrados, o que significaria uma publicidade enganosa.  

A Philips foi apontada por fazer propaganda enganosa ao anunciar em seu Instagram uma promoção sem informar qual produto estava sendo ofertado.  

Black Friday
Procon-RJ notifica Amazon, Americanas e Philips por ofertas falsas de eletrônicos na Black Friday. Imagem: Paper Wings/Shutterstock

A Amazon e a Americanas afirmaram ainda não terem recebido as notificações do Procon-RJ e firmaram seu compromisso em seguir oferecendo ofertas aos seus consumidores de acordo com o Código de Defesa do Consumidor.  

Enquanto a Philips informou que a ação de Oferta Secreta beneficiou os consumidores com descontos reais e permitiu que eles trocassem os produtos ou desistissem da compra, assim como exige o Código de Defesa do Consumidor. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!