Para fechar a semana, mais uma bela imagem captada pelo telescópio espacial Hubble traz informações importantes sobre o universo. Desta vez, ele capturou uma visão lateral de NGC 3568, uma galáxia espiral barrada que fica a aproximadamente 57 milhões de anos-luz da Via Láctea.

Em 2014, a luz de uma explosão de supernova em NGC 3568, que fica na constelação de Centaurus, atingiu a Terra – uma arrebentação repentina de luz causada pela explosão titânica que acompanhou a morte de uma estrela massiva. 

publicidade
Galáxia espiral NGC 3568 registrada pelo telescópio espacial Hubble. Imagem: ESA / Hubble & NASA, M. Sun

Enquanto grande parte das descobertas astronômicas é fruto do trabalho de astrônomos profissionais, essa supernova foi descoberta por astrônomos amadores que fazem parte do Backyard Observatory Supernova Search, na Nova Zelândia

Leia mais:

Observações do Hubble abrem caminho para a ciência do futuro do telescópio James Webb

Astrônomos amadores dedicados costumam fazer descobertas intrigantes – especialmente de fenômenos astronômicos efêmeros, como supernovas e cometas.

Segundo a Nasa, “esta observação do telescópio Hubble vem de uma riqueza de dados reunidos para preparar o caminho para a ciência do futuro com o próximo telescópio espacial James Webb”. 

Ao combinar observações terrestres com dados da Advanced Camera for Surveys e Wide Field Camera 3 do Hubble – os primeiros a serem recuperados depois da última pane no sistema do telescópio -, “os astrônomos construíram um tesouro de dados sobre as conexões entre as estrelas jovens e as nuvens de gás frio em que se formam”, diz o comunicado da agência espacial norte-americana..

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!