O tufão Hai passou pelas Filipinas na semana passada e deixou um rastro de destruição. O fenômeno atmosférico é conhecido por suas fortes rajadas de vento, mas ele não é o único do tipo: existem ciclones, tornados, tufões e furacões. Mas qual é exatamente a diferença entre eles?

Apesar de muitas características semelhantes, esses fenômenos atmosféricos são diferentes entre si, sendo formados de diversas formas, o que acaba caracterizando o que é o que. Na prática, ciclone e tornado são os dois principais fenômenos, com tufão e furacão sendo dois tipos específicos de ciclones.

publicidade

Confira o artigo especial preparado pelo Olhar Digital para compreender quais são as diferenças entre ciclone, furacão, tornado e tufão.

O que é um ciclone?

O ciclone é um movimento de ar giratório em uma grande área, que pode envolver até centenas de quilômetros. Ele é formado quando uma área de baixa pressão atmosférica surge, gerando fortes ventos com uma movimentação rápida de ar. O ar é levado ao centro do ciclone e torna-se quente e úmido. A partir daí, ele sobe até o topo do fenômeno, sendo então esfriado, o que faz com que ele desça. Essa dinâmica é mantida durante toda a duração do ciclone.

O ciclone é um fenômeno gigantesco e um observador a olho nu não consegue ter dimensão do seu tamanho – eles só são observados a partir de imagens de satélites. Essa é a principal diferença em relação aos tornados, que são menores e mais fáceis de se observar de perto.

Satélites são capazes de detectar ciclones, furacões e tufões. Foto via aapsky/Shutterstock

O que é um tornado?

Assim como os ciclones, os tornados são fenômenos atmosféricos envolvendo grandes movimentações de ar giratório. A diferença é que, enquanto ciclones podem atingir centenas de milhares de quilômetros de área, os tornados são menores, com 2 quilôemtros de diâmetro.

Isso não significa, no entanto, que tornados tenham menor potencial destrutivo do que ciclones. Apesar do diâmetro reduzido, os ventos dos tornados podem superar 500 km/h, causando um estrago imenso dependendo da sua duração. Os ventos dos ciclones, por sua vez, atingem até 120 km/h.

Leia mais:

Furacões e tufões são ciclones?

Sim! Furacões e tufões são fenômenos que surgem a partir de ciclones, tendo a principal diferença entre eles o local em que surgem. Confira abaixo a diferença entre eles:

O que é um furacão?

Furacões são tempestades tropicais que surgem a partir de ciclones. São chamados de furacões todos os fenômenos que atingem o Oceâno Atlântico ao norte, o Mar do Caribe, o Golfo do México e o litoral da América do Norte ligada ao Oceano Pacífico. Em resumo, é um fenômeno da América do Norte e do Caribe.

Um ciclone passa a ser classificado como um furacão quando atinge velocidades superiores a 119 km/h, podendo superar os 250 km/h nas suas formas mais severas.

O que é um tufão?

Assim como os furacões, tufões são tempestades tropicais que surgem a partir de ciclones. Mas, neste caso, eles atingem regiões do Oceano Pacífico no Japão, sul da Ásia e na parte leste do Oceano Índico.

Um ciclone passa a ser classificado como um furacão quando atinge velocidades superiores a 150 km/h, quando é considerado um tufão forte, mas também podendo superar os 195 km/h no que é considerado um tufão violento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.