A Acer, uma das maiores fabricantes de computadores do mundo, está processando a Volkswagen por violação de licença de patentes para tecnologia 4G. Segundo o semanário alemão WirtschaftsWoche, a ação foi movida pela empresa de Taiwan no estado da Virgínia, nos Estados Unidos.

De acordo com as alegações da Acer, a Volkswagen pagou apenas pelas licenças de patentes 2G e 3GA. Entretanto, a montadora instalou em grande parte chips para celulares com tecnologia 4G para LTE em seus veículos nos últimos dois anos.

publicidade

Volkswagen diz que acusações são infundadas

A agência Reuters informou que a fabricante automotiva alemã respondeu às acusações, por meio de seus advogados, dizendo que o processo será examinado junto com os fornecedores da Volkswagen, e então será decidido o que fazer. “À primeira vista, temos indícios de que as alegações e acusações feitas são infundadas e vamos defender nossa posição”. A montadora não deu mais detalhes.

O pagamento de licenças para patentes de redes móveis é entendido como necessário porque os carros estão cada vez mais se comunicando de forma remota e com a internet. Isso envolve o sistema pan-europeu automático de chamadas de emergência eCall, além de serviços de mapas ou mensagens para manutenção pendente do carro para o fabricante.

As redes 2G foram introduzidas pela primeira vez na década de 1990 e ainda hoje são usadas para chamadas móveis e mensagens de texto. Já as primeiras redes 3G comerciais chegaram ao mercado por volta de 2003 e ofereciam capacidades de navegação lentas (para os padrões atuais). O 4G é a quarta geração de telefonia móvel e permite tráfego de dados em velocidades superiores às das redes anteriores, bem como maior eficiência de espectro (mais dispositivos conectados sem prejudicar a rede).

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.