A Bentley, uma empresa britânica de automóveis de luxo e GTs pertencente à Volkswagen, deve lançar um segundo modelo sob medida de sua divisão de carrocerias Mulliner. As informações, segundo a Autocar, são de que o motor W12 de 6,0 litros do Grupo Volkswagen, usado apenas pela Bentley atualmente, será aposentado de seus veículos logo após esse lançamento.

Ao mesmo tempo, a empresa britânica segue em definitivo para um futuro totalmente elétrico, com o lançamento de um EV devendo acontecer em seguida. Os modelos (tanto a combustão, quanto elétrico) devem seguir o estilo do conceito EXT 100 GT, apresentado pela Bentley em 2019.

publicidade
conceito aberto do carro da Bentley
Imagem: Conceito EXP 100 GT – Divulgação/Bentley

O Bentley mais caro da história

O novo modelo com motor W12 está sendo desenhado e construído em linha com a expansão da divisão Mulliner, que lançará o produto acabado em 2023. Sucedendo o Bacalar – extravagante modelo Mulliner sem capota apresentado no ano passado em limitadas 12 unidades – o carro deverá ser ainda mais caro que os R$ 8,6 milhões de seu antecessor.

Baseado no Continental GT Coupé o veículo contará com níveis elevados de personalização e um preço de tabela muito superior ao do automóvel normal. O novo Bentley deverá ficar entre £ 1,5 milhão e £ 2 milhões (em nossa moeda, algo entre R$ 11,4 milhões e R$ 15,2 milhões, em valores convertidos de forma direta hoje, 22/12). Cabe lembrar que os exemplares exclusivos do Bacalar foram esgotados antes mesmo do primeiro veículo ser concluído.

Porém, a extensão da oferta de personalização da Mulliner significa que a maioria (senão todos) dos programados 25 exemplares serão vendidos por mais de £ 2 milhões, tornando este Bentley a criação mais cara até agora.

imagem do conceito que servirá de base para o novo carro da Bentley
Imagem: Conceito EXP 100 GT – Divulgação/Bentley

Para a potência do veículo, são esperados do motor W12 biturbo de 6,0 litros – o mesmo instalado no Continental GT Speed – picos de produção de 650 cavalos e 900 Nm de torque. O novo Mulliner deve atingir um sprint de 0 a 100 km/h em menos de quatro segundos, com sua velocidade máxima alcançando por volta dos 322 km/h. O Bentley de 2023 deverá ainda contar com uma suspensão mais rígida, sistema de direção nas quatro rodas aprimorado, freio de cerâmica de carbono de 440 mm de diâmetro, diferencial eletrônico na parte traseira e mais.

Já o carro elétrico da empresa, ao modelo Mulliner, estará focado na sustentabilidade e deverá contar com uma dianteira mais angular e agressiva, faróis estreitos e entradas de ar mais angulares. O veículo será lançado em 2025 como um sedan de luxo usando a nova plataforma Artemis, atualmente em desenvolvimento na Audi, e servirá como uma janela para os futuros modelos da Bentley sem um motor de combustão.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.