A Xiaomi apresentou alguns dados sobre sua nova interface para Android, a MIUI 13, que será lançada nos próximos dias, dizendo que ela será muito mais fluída, ou seja, mais leve e rápida. Cumprindo a promessa, a nova interface será apresentada com a linha Xiaomi 12 e o smartwatch Xiaomi S1 em um evento na próxima terça (28).

Os três conceitos básicos da interface da Xiaomi ganharam novas versões
Os três conceitos básicos da interface da Xiaomi ganharam novas versões / Reprodução: Weibo

O teaser que conta que a MIUI 13 será muito mais fluída foi postado na rede social Weibo. A empresa diz que a nova MIUI terá novas versões dos conceitos de tecnologia básicos de suas interfaces, com as versões 2.0 da “Focus computing”, “atomic memory” e “liquid storage”. Mas, o que a empresa quer dizer com esses termos?

publicidade

O primeiro, “computação de foco”, como o nome diz prioriza os processos que o usuário mais usa e precisa, mantendo serviços menos importantes rodando em segundo plano. O segundo, “memória atômica”, divide a memória de cada app, priorizando as tarefas mais importantes. Já o terceiro, “armazenamento líquido”, otimiza a fragmentação dos arquivos na memória, e assim melhora a eficiência do sistema, aumentando sua vida útil.

Fluidez da MIUI 13 pode ser até 52% maior

O resultado dessas três melhorias é que a nova interface deverá ter uma fluidez bem maior comparada com sua geração anterior, a MIUI 12.5, tanto nos apps do sistema quanto nos aplicativos de terceiros. Mas, como avaliar a fluidez do sistema? Pois é, a Xiaomi criou um modelo em parceria com a Thiel Labs exatamente para isso. Assim, em termos práticos, a nova interface é de 15% a 52% mais fluída em apps para terceiros, e de 20% a 26% mais fluídas nos aplicativos do sistema.

Leia também:

Os primeiros smartphones a contarem com a interface MIUI 13 devem ser o Xiaomi 12 e 12 Pro.

Fonte: Sparrows News