Desde a sua estreia nos cinemas e na plataforma de streaming HBO Max, o filme ‘Matrix Resurrections’ superou a marca de US$ 69 milhões (R$ 390 milhões) em bilheteria mundial. O longa-metragem por vezes referido como ‘Matrix 4‘, em cartaz desde 22 de dezembro, é novamente protagonizado pelo ator canadense Keanu Reeves (57), que também liderou o elenco da trilogia cinematográfica original da franquia, até então terminada em 2003.

O filme vem sendo considerado um grande sucesso comercial e de crítica, e o resultado financeiro demonstra favorabilidade com o público: ao contrário da outra grande estreia do mês – ‘Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa’ -, ‘Matrix Resurrections’ poderia ter seus ganhos nos cinemas reduzidos pelo fato de a produtora Warner Bros. lançá-lo simultaneamente no streaming, o que parece não ter ocorrido.

publicidade

Leia também

O filme traz de volta a icônica “matrix”, a simulação de realidade criada por máquinas para aprisionar a mente dos humanos enquanto, na vida real, elas usam nossos corpos como fonte de energia. Spoilers leves adiante: Thomas “Neo” Anderson (Reeves) é tido como uma figura messiânica dos homens, um “escolhido” a liderar a revolução humana contra as máquinas, e que sacrificou a própria vida em 2003, ano de lançamento de ‘Matrix Revolutions’.

Neste novo filme, “Neo” está de volta à vida, sem memórias dos eventos da trilogia original e vivendo dentro da simulação sob sua identidade civil, um homem chamado Thomas Anderson. Novamente, ele e Trinity (Moss) se reencontram e, pouco a pouco, as memórias de ambos começam a voltar e, com isso, eles novamente levam o confronto às máquinas.

O quarto filme tem a direção assinada por Lana Wachowski, que desta vez não contou com a parceria de sua irmã Lilly, mas isso não reduziu em nada a qualidade do longa-metragem: segundo o agregador de críticas de cinema Rotten Tomatoes, o filme tem uma pontuação favorável de 63%, enquanto o Cinemascore lhe atribuiu a nota de “B-”.

Em ambos os sites, há críticas pontuais sobre um volume de ação mais reduzido nas cenas de luta, onde o novo filme troca as coreografias espetacularizadas por sequências mais realistas e “pés no chão”, como diz a expressão. Entretanto, críticos também são rápidos em reconhecer que não há como esperar muitas similaridades com as lutas da trilogia original, haja vista que os atores também estão consideravelmente mais velhos – em Revolutions, Keanu Reeves tinha “apenas” 39 anos.

Matrix Resurrections também foi sucesso de bilheteria por ser lançado mundialmente em 76 países, incluindo o Brasil, e já está disponível no streaming (via HBO Max) ou nas principais salas de cinema.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!