Apesar de atravessar um período de quedas sucessivas no mercado, o bitcoin começa 2022 com um avanço e tanto na sua taxa de hashrate, atingindo o nível mais alto já visto até aqui.

Segundo os dados do Bitinfocharts, a taxa de hashrate do bitcoin — um número que se refere ao poder computacional necessário para minerar e processar transações com o ativo digital — disparou para 203,5 exahashes por segundo (EH/s) no último domingo (2).

publicidade
Mineração de criptomoeda Bitcoin
Hashrate do bitcoin subiu quase 50% nos últimos 12 meses. Imagem: kitti Suwanekkasit/Shutterstock

Considerando os últimos 12 meses, o número já saltou 49%. Como comparativo, no dia 2 de janeiro de 2021, foi registrado um hashrate de 136,5 EH/s para a rede do bitcoin.

A boa notícia é que com o crescimento, a rede da moeda digital também fica mais segura, já que o poder de hardware necessário para promover ataques também aumenta. A má notícia é que o alto hashrate dificultará ainda mais a mineração de bitcoins.

Veja também

Vale ressaltar que o crescimento é ainda mais expressivo (199%) quando comparado ao mês de julho do ano passado, período em que o hashrate do bitcoin caiu para 68 EH/s impulsionado pela China e sua estratégia de repressão implacável contra as criptomoedas.

Bitcoin também completa 13 anos hoje

Nesta segunda-feira (3), também é celebrada a data em que Satoshi Nakamoto, pseudônimo do criador do Bitcoin, deu o pontapé inicial da rede do bitcoin.

O chamado ‘bloco zero’ (Genesis Block) foi lançado com a seguinte frase: “Chancellor on brink of second bailout for banks” (algo como ‘Chanceler à beira do segundo resgate para os bancos’ em tradução livre).

Alguns entusiastas do mundo cripto enxergam a mensagem como uma referência ao verdadeiro motivo por trás da invenção: criar uma moeda digital sem bancos como intermediários.

Atualmente, o bitcoin é a criptomoeda mais valiosa do mercado, com capitalização de sua rede calculada em quase US$ 895 bilhões, segundo a CoinMarketCap. Resta saber o que 2022 reserva para o criptoativo.

Se chegou até aqui, aproveite para conferir o nosso conteúdo especial sobre como minerar bitcoin.

Imagem principal: AlyoshinE/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!