A China segue com sua política de tolerância zero com a Covid-19. A cidade de Henan está isolando seus cerca de 1,2 milhão de habitantes por conta da descoberta de três casos assintomáticos da doença. A orientação é para que os residentes permaneçam em suas casas para evitar a propagação do vírus.

A cidade fica a aproximadamente 800 quilômetro de Pequim. A situação fica ainda mais crítica já que entre 4 e 20 de fevereiro de 2022 a capital chinesa vai sediar a edição dos Jogos Olímpicos de Inverno, que enfrenta resistência e ameaças de boicote.

publicidade

Não há prazo para o fim do isolamento em Henan. Qualquer saída da cidade sem autorização não é permitida. Da mesma forma que pessoas de outros municípios não podem entrar no local.

Leia também!

China e o isolamento pela Covid-19

Esse não é o primeiro lockdown adotado no país nos últimos dias. No fim de dezembro, mais de 13 milhões de habitantes da cidade de Xian, na província de Shaanxi, foram confinados novamente para conter um novo surto de Covid-19 que tem atingido o município nos últimos dias.

As restrições foram impostas após a cidade de Xian registrar 53 dos 57 novos casos de Covid-19 da China no dia 22. Ao todo, o município teve 143 casos desde o último dia 9 de dezembro, o que tornou a cidade o epicentro da doença dentro do país.

Para dificultar a locomoção dentro da cidade, as linhas de ônibus de longa distância já foram paralisadas e postos de testagem foram instalados em bloqueios nas rodovias que saem do município. Além disso, mais de 85% dos voos com chegadas e partidas para Xian foram cancelados.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!