Cada vez mais a resposta para a pergunta ‘aceita PIX?’ tem sido positiva nos estabelecimentos comerciais brasileiros. De acordo com pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), nove em cada dez pequenos negócios aceitam a forma de pagamento. O estudo revelou que, em novembro de 2021, 86% das pequenas empresas já aceitavam o PIX

Presença garantida entre MEIs 

A maior porcentagem das companhias que aceitam o PIX é referente aos microempreendedores individuais (MEIs), aqueles que faturam até R$ 81 mil por ano. 

publicidade

Entre as micro e pequenas empresas, o percentual cai para 85%, mas também está em um excelente patamar. 

Leia mais:

Menos perdas 

Em outra pesquisa conduzida pelo Sebrae também foi constatado que quem aceita PIX teve uma melhora no faturamento, tendo em vista a facilidade da opção.  

Criado em 2020, o PIX já conquistou a população brasileira e os pequenos empresários, agilizando os pagamentos e ainda garantindo o recebimento por parte de quem vende algum produto ou serviço Imagem: Brenda Rocha – Blossom/iStock

Além disso, mais de 85% dos brasileiros aprovam o sistema de pagamento. Entre as empresas que mais utilizam o PIX estão: 

academias e serviços de alimentação (94%); 

oficinas e salões de beleza (93%); 

Já as que menos aceitam são as dos segmentos de serviços empresariais (71%) e energia (79%). 

Desenvolvido pelo Banco Central, o PIX é uma forma de pagamento que faz transferência automática por meio da internet, sendo um método rápido e seguro. Ele foi lançado oficialmente no dia 5 de outubro de 2020, com funcionamento integral em novembro. Funciona 24 horas ao longo dos sete dias da semana.

Via: G1