Fizemos uma entrevista com Renato Citrini, gerente sênior de dispositivos móveis da Samsung, sobre a chegada ao Brasil do Galaxy S21 FE, lançado de forma simultânea com o mercado global. Confira abaixo como foi nossa conversa, com perguntas feitas por mim e André Fogaça com o executivo da Samsung. 

S21 FE é um flagship com o que as pessoas mais gostam

Olhar Digital: Em primeiro lugar, queria te agradecer pelo seu tempo para conversar com o Olhar Digital, e saber qual é a expectativa da Samsung para o lançamento do Galaxy S21 FE no Brasil? A proposta da linha FE é oferecer recursos de um flagship, mas com preços mais próximos de um intermediário?

publicidade
Renato Citrini, gerente sênior de produto da divisão de dispositivos móveis da Samsung
Renato Citrini, gerente sênior de produto da divisão de dispositivos móveis da Samsung / Divulgação: Samsung

Citrini: A gente agradece a oportunidade de conversar com vocês sobre esse lançamento super recente. A Samsung lançou nessa terça (11) o S21 FE no Brasil com o lançamento global. Assim, estamos participando desde o primeiro dia de vendas mundial do S21 FE. 

E é bem isso, essa história que você colocou, a gente traz alguns pontos, algumas características importantes da linha S21 para outro produto. A Fan Edition, ou edição dos fãs, reúne o que os usuários mais gostam. A gente tenta me juntar e trazer um produto novo com uma série de características diferentes dos produtos que já existem, um mix dependendo do gosto desse público.

Versão com Snapdragon 888 não está prevista por enquanto

Existe a possibilidade da Samsung lançar também a versão do Galaxy S21 FE com o processador Snapdragon 888 no Brasil?

Então, o processador do S21 FE é o mesmo do S21 aqui no Brasil, o Exynos 2100, por enquanto, não temos visibilidade de mudar, então a gente lança com ele vai seguir com o Exynos 2100.

No S20 FE vocês falaram a mesma coisa, mas depois acabaram lançando o modelo com Snapdragon por aqui, então existe essa possibilidade, ainda que não seja dos planos atuais, não é?

Sim, para alguns modelos a gente fez essa troca, para os mais intermediários a gente fez também, mas se isso vier acontecer a gente comunica, assim como sempre fazemos. Assim, por enquanto, ainda não temos nenhuma visibilidade de ter outra versão do S21 FE com outro processador no Brasil.

S20 FE e S21 FE serão vendidos juntos

Quando vocês trouxeram o S20 FE com outro processador, ele substituiu o anterior ou ele os dois ficaram no mercado? 

Ele substituiu. No caso do S20 FE a gente trouxe primeiro com um Exynos, e aí a gente fez uma mudança, de um para o outro. Mudamos do Exynos para o Snapdragon em maio do ano passado. É claro que durante um certo tempo, no varejo, teve um pouco de mistura, porque ainda tinha um estoque do antigo. 

O S20 FE ainda aparece no site da da Samsung, ele vai ficar sendo vendido com o S21 FE no mercado? Como vai funcionar isso? 

Sim, o 20 FE continua em produção, então a gente vai manter os dois. O S21 não só está sendo vendido, não só está estoque, mas a gente continua a sua produção. A entrada do S21 FE é a de um produto adicional dentro do nosso portfólio.

Motivo para o S21 FE ter uma única versão com 6 GB de RAM e 128 GB de capacidade

N: Lá fora, vocês lançaram uma versão com 6 GB de RAM e a de 8 GB com 256 GB de armazenamento. Existe uma previsão para lançar essas opções no Brasil? 

Por enquanto a gente trouxe o 128 GB de memória interna com 6 GB de RAM, para encaixar no nosso portfólio. Mas como eu comentei no evento, a gente está diariamente, semanalmente, mensalmente, olhando como está o comportamento do mercado, vendo que os consumidores estão pedindo, entendendo onde caberia um novo produto, mas por enquanto é só a versão com 6 GB de RAM e 128 GB de memória interna.

A: No ano passado chegaram essas duas versões, com 128 GB e 256 GB, com preços diferentes. A versão com 8 GB e 256 GB não veio para o Brasil por algum problema de escassez de chip lá fora? Ou pela demanda maior por um produto mais em conta? 

Com relação à demanda, isso varia muito de canal para canal, por tipo de loja, às vezes tem lojas que tem um perfil um pouco mais premium, e aí seus consumidores buscam um produtos com configurações um pouco mais mais robustas. Outras lojas vendem mais os produtos que são mais acessíveis ou de menor preço, então tem uma variação por canal. 

A decisão de ter por enquanto só um modelo com uma opção de memória, até pela permanência do S20 FE, é ajustar nosso portfólio. A gente já tem bastante produto, desde os de entradas, os intermediários e os premium, a gente sempre busca equilibrar. É preciso ver qual é o número ideal de produtos, qual o número ideal de SKUs (nota: Stock Keeping Units), os modelos que a gente vai ter em cada faixa de preço.

Motivo para a retirada do cartão MicroSD

Já que o S21 FE só essa opção de 128 GB de armazenamento, por qual motivo foi retirado o slot de cartão MicroSD do S20 FE? 

O que a gente vê muito, dos nossos usuários, através da telemetria e de dados não identificáveis e também de nossas pesquisas, é que o uso da memória hoje é outro. Essa telemetria é feita com dados não identificáveis, ou seja, que não são individuais, mas sim de um grupo. 

A gente percebe que, para a grande maioria dos usuários, os 128 GB já atendem a necessidade. Na maioria dos casos em que o usuário precisa de mais capacidade, ele já sabe usar um repositório online, seja do Google ou da Microsoft, já sabe usar o armazenamento de arquivos na nuvem. 

As pessoas já estão mais acostumadas a usar isso e também se percebem que estão precisando de mais memória, já jogam esse armazenamento na nuvem e continuam tendo acesso aos aos seus arquivos. Essa telemetria é feita com dados não identificáveis, ou seja, que não são individuais, mas sim de um grupo. 

Então é um mix da questão do design do produto, para ele ser mais fino, mas tem a questão de comportamento desse usuário desse consumidor, que talvez os 128 GB já são o suficiente e para aqueles que isso for um fator limitante, essa pessoa já sabe usar outro recurso, o armazenamento online.

Melhorias de software nas câmeras

Galaxy S21 FE nas cores verde e violeta
Galaxy S21 FE nas cores verde e violeta / Divulgação: Samsung

As câmeras do S21 FE evoluíram em relação as do S20 FE, por causa do processador Exynos 2100, mas o hardware é o mesmo. O que motivou essa decisão? Você acredita que essas câmeras atendem o que o usuário precisa, ou foi para manter o custo não tão alto? 

A gente vê cada vez mais que estamos chegando a um ponto no qual não só o megapixel faz a grande diferença no resultado da foto. Por exemplo, a câmera selfie de 32 MP do S21 FE. Ela atende o que o usuário está esperando em termos de resolução, mas tem novos recursos que a gente pode trabalhar. 

Como você mencionou, com o processador mais parrudo eu tenho possibilidade de modos noturnos, capaz de trabalhar com mais fotos. Um modo noturno que empilha fotos, e pega um pouquinho de luminosidade de cada foto para fazer a foto resultante. 

Essas coisas acontecendo por trás, sem essa percepção, sem o conhecimento profundo do consumidor. Essa é a maneira que a gente quer que esse produto trabalhe. O usuário que tirar o S21 FE do bolso em qualquer condição que esteja de luz, ele vai clicar e o smartphone vai tirar uma foto espetacular, gravar um vídeo com uma alta qualidade. 

Ele não precisa entender que está rolando ali um empilhamento de 15, 20 fotos, que a inteligência artificial está trabalhando para fazer várias compensações. Ele ó precisa ter o melhor resultado em um clique. A gente deu um pouquinho mais de foco nessa questão. De ir além da resolução, ver o que a gente pode melhorar na qualidade da foto, sem precisar aumentar a resolução da câmera.

S21 FE tem quatro anos de atualizações de segurança garantidas 

Recentemente, a Samsung prometeu cinco anos de atualização de segurança para alguns aparelhos, foi no meio do ano passado, se não me engano. Como é que fica para o S21 FE, ele tem a mesma política do S21 original, muda alguma coisa? 

Essas políticas são aplicadas para a grande maioria dos nossos smartphones. A do sistema operacional, são três atualizações a partir do lançamento do produto. No caso do S21 FE, a gente tem lançou agora com Android 12, então ele vai até o Android 13, 14 e 15. Então ele terá quatro versões de sistema operacionais. Vamos lançar ele já com Android 12, e aí a gente dá mais uma versão para o usuário. 

Tela do Galaxy S21 FE
Tela do Galaxy S21 FE / Divulgação: Samsung

De atualização de segurança, são 4 anos e aí vai em um nível do portfólio que pega ele praticamente inteiro. Estamos falando desde os aparelhos de entrada, que também tem 4 anos de atualizações de segurança garantidas. Estamos em 2022, então o S21 FE tem atualizações garantidas até 2026. 

Preços do S21 e S21 FE no lançamento

Nos EUA, se você comparar o preço de lançamento do S21 normal com o do S21 FE, houve uma redução de US$ 100 (mais ou menos 12,5%). No Brasil, essa diferença é o dobro, 25%. Entendo que tem um custo menor do próprio chip Exynos 2100 um ano mais tarde, além de outros componentes trocados. Existiu outra redução em logística ou na cadeia de produção para a diferença de valor ser quase a metade dos Estados Unidos?

Você tem diferenças de produto, entre o 21 e o 21 FE, por exemplo, no S21 você tem 8 GB de RAM, é um custo bem elevado, uma memória super rápida para trabalhar, e aí você vai para o S21 FE com 6 GB. Mas, em compensação, você tem uma tela maior do S21 FE comparada com a do S21 (não estou falando do S21 Plus), a possibilidade de uma bateria maior. 

Então traz um custo mais alto, mas é um pouco também da resposta que dei duas perguntas atrás. Olhar o posicionamento de cada um no portfólio, se faz sentido eu colocar esse produto para aquele volume que eu estou querendo atingir no mercado. 

Discrepâncias de preços em diferentes mercados

É um equilíbrio de estudo, a gente também vê muitas vezes os veículos aí falando de conversão direta de preços, pegar o preço de um produto nos Estados Unidos fazer a conversão direta, ou lançou o produto da Índia e é uma maneira não trabalhosa, mas tem que olhar o mercado ver como é que é o funcionamento de todos os produtos, não são os nossos. 

Como é que o consumidor está buscando essas informações, como é que ele entende isso. Se cabe um produto, se as características desse produto fazem sentido pro nosso consumidor. Isso tudo a gente coloca em um caldeirão, e diz, precisamos ter o posicionamento desse produto aqui.

Eu vou quase confidencializar para você, é assim que a gente faz. Internamente a gente volta para a matriz e diz, precisamos desse produto nesse posicionamento de preço, pode ser? Sobre essas discrepâncias de preços entre países, a gente tem que analisar também para não ficar uma coisa muito fora.

Como justificar a compra pelo S21 FE, se o S21 custa menos? 

Como a Samsung vai mostrar para o consumidor que o S21 FE é um bom aparelho se no próprio site da Samsung o S21 original está mais barato (R$ 3.999)? Na mesma prateleira, na mesma busca do Google, ele vai encontrar os dois. Como diferenciar o S21 FE?

Galaxy S21 FE nas cores preta e branca
Galaxy S21 FE nas cores preta e branca / Divulgação: Samsung

É um dispositivo que já está há mais tempo no mercado, em um ritmo de promoção não só promoção da Samsung, mas também dos varejos. Então os varejos às vezes fazem promoções sozinhos, às vezes conosco, também fazemos as nossas promoções nas nossas lojas, no nosso online. 

O S21 já está aí, rodando há algum tempo nesse ambiente mais promocional, o que é ótimo, porque é um ambiente aberto, é uma economia aberta. Os preços não são tabelados, controlados, os varejos e a própria Samsung é livre para praticar o preço. Mesmo ontem,  quando a gente anunciou o produto a gente já trouxe algumas ofertas, como a Troca Smart, na qual você dá o seu smartphone antigo com parte do pagamento, ele vale um desconto.

Você pode usar nosso cartão Samsung Itaucard, e fazer o mesmo preço anunciado em 24 vezes sem juros. Essas ofertas, essas diferentes formas de tratar o preço do produto são válidas, e a gente acha excelente ter isso no mercado, onde você tem a liberdade de colocar o preço. 

O preço recomendado é a referência de preço para que a gente possa ter no lançamento, mas depois de um certo tempo a gente começa a ter essas ofertas diferenciadas, por canal, por varejista e até pela própria Samsung.

Expectativas pela linha S22? 

Queria te perguntar sobre a expectativa da Samsung Brasil para o lançamento da linha S22, que está bem próximo. E também queria saber a sua opinião sobre o adiamento da apresentação do Exynos 2200, que deveria ter sido lançado essa semana, mas só será mostrado com o smartphone no começo do mês. 

Pois é, a gente acabou de trazer o Galaxy S21 FE e já vemos uma busca aí pelos próximos lançamentos da Samsung. É claro, a gente não pode falar, no momento certo a gente vai começar a trazer as informações dos próximos produtos, seja eles quais forem, mas por enquanto não tem nada aqui que a gente possa compartilhar. 

Desafios do lançamento simultâneo do Galaxy S21 FE no Brasil  

Esse é um dos poucos lançamentos da Samsung a serem feitos de forma simultânea com o mundo, o que não é comum não só na empresa, mas em nenhuma fabricante. Tudo bem que ele tava homologado desde setembro do ano passado no Brasil, o que pode ter ajudado, mas como vocês conseguiram? 

Esse é um trabalho importante nosso, aqui da subsidiária do Brasil, de levantar a mão e pedir para participar dessa primeira onda de lançamento. Alguns países lançaram na primeira onda e depois outros países numa segunda onda. 

Uma questão que ajuda a gente, mas também às vezes é um desafio, é que temos fábrica local, então existem componentes importados que vem de fora, então isso tem que ter uma certa antecedência. Um lançamento global, alinhado com o mundo inteiro, faz com que essa antecedência tenha que ser ainda maior. 

Além disso, tem toda uma questão de manter a confidencialidade na parte do hardware manter a confidencialidade também na execução de marketing, pois as peças de marketing também precisam ter suas confidencialidades garantidas. Não pode vazar uma foto, não pode vazar nenhuma informação sobre o produto. 

Esse é um trabalho que a gente vem puxando para que o Brasil tenha mais essa visibilidade, essa participação nesses lançamentos globais. Acredito que o S21 FE é um grande exemplo. Eu não tenho na minha cabeça um flagship, com certeza, desde a minha era na Samsung, desde 2014, a gente não lançou nenhum flagship simultaneamente com o mercado global.

Esse é o primeiro dispositivo da linha S com o qual isso aconteceu, eu não lembro se a primeira família A foi exatamente na mesma data do lançamento global, mas lembro que foi muito perto, mas não sei se foi foi exatamente na mesma data como o S21 FE. 

Próximos lançamentos podem simultâneos, mas cada caso será avaliado

Daqui para frente, esse lançamento simultâneo vai acontecer mais vezes, talvez não com o topo de linha, mas pelo menos por intermediários ou com a linha A? 

Isso vai depender muito do modelo do aparelho, e também do momento do mercado em si. Às vezes a gente podia chegar a uma conclusão de que o modelo não faz sentido pro Brasil, então não vamos lançar. Lá fora tem alguns modelos aí que são exclusivos de alguns mercados. Na Europa, existe o A40 que foi lançado só lá, mas eles também não têm a linha A10, A20 ou A30 eles começam a partir do 40, agora 41, 42. 

É um pouquinho do que eu comecei explicando na resposta anterior, a percepção do mercado brasileiro para a Samsung é cada vez mais importante, a gente tem uma presença muito grande, tem nossas mais de 300 lojas. 

Nosso pós-venda também muito presente, a gente tem duas fábricas, dois centros de pesquisa e desenvolvimento, então o peso da Samsung Brasil para a Samsung é muito importante. Isso também agora, trazendo esse espaço de tempo praticamente zerado entre lançar um produto global e lançar aqui no Brasil, é uma visibilidade que a gente está tendo, de que o Brasil é realmente um mercado importante para Samsung, inclusive fazendo esses lançamentos simultâneos. A gente já está trabalhando 120% já nesse ano de 2022. 

Muito obrigado por essa entrevista sobre o Galaxy S21 FE, e por conversar mais uma vez com o Olhar Digital, Citrini! 

Obrigado a vocês!

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!