O Departamento de Polícia de Honolulu gastou US$ 150 mil (pouco mais de R$ 800 mil) para adquirir um cão-robô Spot, da Boston Dynamics, a fim de usá-lo como vetor de testes de identificação da Covid-19 para a população sem-teto de uma das principais cidades do Havaí.

De acordo com reportagem da VICE americana, o departamento acoplou no robô um termômetro, a fim de que as medidas de temperatura possam ser coletadas sem grandes imprecisões.

publicidade

Leia também

Cão-robô Spot
O cão-robô Spot, da Boston Dynamics, é um dos robôs mais conhecidos do mundo, capaz de conduzir diversas tarefas cotidianas
Imagem: Boston Dynamics/Divulgação

A medida vinha se provando impopular com os cidadãos de Honolulu desde quando, no começo do mês, descobriu-se que o gasto viria dos fundos destinados ao combate à pandemia no Havaí — que, na última semana, apresentou média diária de 2 mil novos casos da doença. Na ocasião, porém, as manchetes não atribuíram uma função ao dispositivo, limitando-se apenas a dizer que a polícia havia comprado um robô com dinheiro público.

Pouco depois, uma apresentação pública feita pelo departamento explicou que o cão-robô Spot iria trafegar por um lugar específico do Havaí: o acampamento sem-teto de Ke’ehi Lagoon Beach Park. Desta forma, esse formato de testagem inicial contra a doença também serviria para proteger os policiais de interações com quem pudesse estar infectado, limitando a distribuição do coronavírus.

O problema: não bastasse estar perto de um parque aquático, a área em questão também é propensa à ocorrência de chuvas. O cão-robô Spot, portanto, pode estar em risco de mau funcionamento, considerando que a fabricante Boston Dynamics admite que sua nota de proteção contra a água é de apenas 54 pontos na escala Ingress – para fins de comparação, a versão de base do iPhone 11 chega a 68 pontos.

Em outras palavras: uma garoa fina não traria problemas, mas o Spot não reagiria bem a qualquer chuva mais forte.

O Departamento de Polícia de Honolulu, contudo, defende a sua decisão, alegando que, em apenas três meses de uso, o cão-robô Spot economizará cerca de US$ 243 mil (perto de R$ 1,3 milhão) em custos operacionais aos cofres públicos do Havaí.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!