A equipe de vela Emirates Team New Zeeland (ETNZ) está nas fases finais de seu protótipo de barco de competição com estrutura hidrofólio movido a células de combustível de hidrogênio da Toyota. Medindo 10 metros de comprimento, o veículo deverá ser capaz de cortar as ondas a uma velocidade de 50 nós (92,6 km/h), com um alcance máximo de quase 180 km.

Seu tamanho é grande o suficiente para seis tripulantes. A ETNZ está trabalhando para estrear o novo barco na edição deste ano da America’s Cup, a competição de regatas mais antiga do mundo (que antecede inclusive os Jogos Olímpicos da era moderna).

publicidade

Leia também:

A America’s Cup é considerada uma das plataformas mais importantes para a apresentação de inovações na indústria marítima de todos os aspectos. Nesse contexto, a ETNZ vem realizando parcerias importantes para a estreia de seu barco hidrofólio (ou catamarã) movido a hidrogênio, iniciado em agosto de 2021.

Parcerias no desenvolvimento do barco

Uma das principais parcerias da equipe da Nova Zelândia é com a Toyota, responsável por fornecer as duas células de combustível de hidrogênio de pré-produção de 80 kW. O sistema de powertrain foi projetado e integrado pela neozelandesa Global Bus Ventures.

A suiça Gurit ajudou com os materiais compostos e engenharia, enquanto uma hélice de extremidade inferior da norte-americana Mercury garante a propulsão do veículo. Por último, mas não menos importante, a ETNZ usou sua tecnologia para o design das lâminas da embarcação.

Há quatro tanques de armazenamento de hidrogênio que podem conter até 33 kg de hidrogênio gasoso a 350 bar. O sistema do barco gera um máximo de 557 cv (440 kW) em 400 V DC, sendo alimentado pelas células de combustível de hidrogênio da Toyota.

Outra tecnologia importante é o piloto automático que será usado para controlar a altura do passeio, um software proprietário da ETNZ. O protótipo final da embarcação está se preparando para ser lançado no início de março, quando iniciará uma série de extensos testes no mar.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!