Na busca pelo seu objetivo de estudar a formação e evolução do maior planeta do nosso sistema solar, a sonda espacial Juno fez mais uma passagem pela órbita de Júpiter, registrando imagens não só dele, mas também da lua Ganimedes, a maior de todas as 79 luas conhecidas do gigante gasoso.

As imagens foram publicadas no blog dedicado à missão, mantido pela NASA, na última segunda-feira (14), e mostram Júpiter em silhueta (ou seja, com a luz do Sol refletindo em sua borda), além de uma imensa cratera em Ganimedes.

Leia também

“Se você pudesse acompanhar a sonda espacial Juno conforme ela se aproxima de Júpiter em uma de suas passagens regulares pelo planeta gigante, você seria contemplado com uma vista similar a esta”, diz trecho do texto no blog.

publicidade

As duas imagens foram produzidas com meses de diferença entre si, com a de Júpiter sendo a mais recente (12 de janeiro de 2022), e a de Ganimedes, a mais antiga (junho de 2021). A foto de Ganimedes mostra a cratera conhecida como Kittu, que tem cerca de nove quilômetros (9 km) de extensão e é rodeada por material escurecido – segundo especialistas, resultados de um choque contra um asteroide há vários anos.

A NASA ressaltou que essa visão de Júpiter é impossível de se obter da Terra, mesmo com um telescópio, pois a órbita do planeta está sempre do lado oposto da nossa, então sua visualização só é possível a partir daqui quando o Sol o ilumina completamente.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!