A recepção decepcionante de Battlefield 2042, que foi lançado em novembro de 2021, tem dois grandes motivos; lançamento surpresa de Halo Infinite multiplayer e pandemia da Covid-19, conforme avaliou a Electronic Arts (EA). De acordo com a XFire, os apontamentos foram feitos pela diretora de estúdios da EA, Laura Miele, que realizou um fórum no início desta semana para discutir os números o jogo.

Battlefield 2042 é anunciado; confira o primeiro trailer. Imagem: EA/Divulgação
EA reconhece fracasso de Battlefield 2042 e culpa Halo Infinite e Covid-19. Imagem: EA/Divulgação

“Some a toda essa inovação, toda essa ambição sobre o novo projeto, com uma pandemia global no meio do cronograma, com as equipes do jogo tendo que trabalhar de casa. Terminamos com novas variáveis durante o desenvolvimento que jamais experimentamos antes”, explicou a executiva.

publicidade

“É muito importante reconhecer quando perdemos”, continuou. “Este é certamente o caso de um lançamento de Battlefield que não atendeu às expectativas de nossos jogadores e também claramente perdeu nossas próprias expectativas”.

Leia mais!

A CEO acrescentou que, inicialmente, a recepção foi até boa, contudo, a chegada surpresa de Halo Infinite multiplayer, rival direto de Battlefield, somatizou para a mudança de rumo do game. Ainda de acordo com a avaliação de Miele, a comparação entre os dois jogos não foi favorável porque Halo Infinite era um título muito polido, enquanto Battlefield 2042 continha bugs e não era tão atualizado.

Battlefield 2042 foi lançado em novembro do ano passado para PlayStation, PC e Xbox. Contudo, após quatro dias de sua estreia jogadores começaram a dar avaliações negativas devido os inúmeros bugs e falhas, o que resultou em um sucesso mediano do jogo que custou cerca e um milhão de dólares. O número de jogadores desde o lançamento de Battlefield 2042 também caiu drasticamente.

A EA também reconheceu os erros de bug e disse ter entendido que permanecer ancorado em antigos padrões da empresa não era a escolha certa – aprendendo a partir de Battlefield 2042 que as expectativas dos jogadores mudaram quando se trata de jogos de serviço ao vivo. Uma petição no Change.org segue colhendo assinaturas solicitando que a editora, inclusive, faça um reembolso aos jogadores.

Recentemente, devido ao decepcionante lançamento, a EA também considerou tornar o game Free-to-Play (gratuito), estratégia para alavancar o título.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!